*
 
 

O abraço dos ex-secretários da Casa Civil Hélio Doyle (gestão Rollemberg) e de Comunicação Welinton Moraes (governos Roriz e Arruda), durante o debate promovido pelo Metrópoles com os postulantes ao Palácio do Buriti, fincou a bandeira branca na rivalidade entre os dois estrategistas políticos. Doyle não integra campanha alguma no momento, mas foi acompanhar a troca de ideias entre os pré-candidatos a governador do Distrito Federal, na segunda-feira (9/7). Já Moraes é o guru da comunicação de Jofran Frejat (PR).

Apesar da rivalidade histórica, a dupla de marqueteiros decidiu colocar uma pedra nas diferenças do passado e seguir o caminho da cordialidade e do profissionalismo. Considerados os melhores coordenadores de comunicação de Brasília em termos de vitórias no currículo, Hélio Doyle e Welinton Moraes possuem placar próximo quando o assunto é resultado eleitoral.

Doyle (foto em destaque) venceu duas campanhas ao GDF contra Moraes. Conseguiu as vitórias no duelo entre Cristovam Buarque (à época no PT) e Valmir Campelo (apoiado por Joaquim Roriz), em 1994, e também no confronto do hoje governador Rodrigo Rollemberg (PSB) com José Roberto Arruda e Jofran Frejat, ambos do PR, em 2014.

Já Welinton ganhou três disputas, duas contra Doyle. Uma delas quando Arruda tirou a ex-governadora Maria de Lourdes Abadia do páreo, em 2006, e foi eleito para o comando do Executivo distrital. Quando trabalharam juntos, em 2002, os dois foram vitoriosos e mantiveram no Palácio do Buriti o ex-governador Joaquim Roriz (sem partido).



 


Hélio Doyleeleições 2018frejatRorizCristovamWelinton Moraes