*
 
 

Mesmo com estado de saúde debilitado, o ex-governador Joaquim Roriz (sem partido) ainda é lembrado por diferentes correntes políticas interessadas em conquistar o espólio eleitoral deixado por ele. Com a impossibilidade da participação ativa do político no processo eleitoral, os postulantes ao Palácio do Buriti estão interessados no eventual apoio e, com isso, impulsionar os resultados das urnas.

Interlocutores do atual governador Rodrigo Rollemberg (PSB) já procuraram representantes da família com vistas a uma possível reaproximação dos dois grupos políticos. Por outro lado, o próprio ex-secretário de Saúde Jofran Frejat (PR), quem trabalha para ser candidato ao Palácio do Buriti, também visitou a casa da família para costurar uma possível aliança.

Dentro do clã, no entanto, a tendência é de que a família espere a definição do cenário eleitoral para um posicionamento. A matriarca e ex-primeira-dama Weslian Roriz tende a anunciar apoio a Frejat, pelo histórico do ex-secretário com a família. No entanto, ela também espera uma definição sobre o destino político da ex-governadora Maria de Lourdes Abadia (PSDB). Ventilada como possível candidata a vice de Rollemberg, a tucana é muito próxima da ex-primeira-dama.

Além do mundo político, as duas também dividiram o mundo artístico: elas fizeram juntas curso de arte sacra, quando se aproximaram ainda mais.

 



 


Rodrigo RollembergJoaquim Rorizjofran frejatweslian rorizmaria de lourdes abadiaclã roriz