">
*
 
 

Durante a reunião da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da JBS, na manhã desta quarta-feira (20/09), o deputado federal Izalci Lucas (PSDB-DF) pediu a palavra para se defender e apoiar a comissão. Primeiro, ele falou diretamente a Rodrigo Janot e afirmou que a CPMI não é apenas para investigar o ex-procurador-geral da República e, sim, para “separar o joio do trigo”.

“Nós temos a oportunidade, aqui, de passar o país a limpo e vamos chegar a um resultado importante. Nao há perseguição, apenas queremos que os acusados mostrem provas. Porque hoje, no país, nós políticos somos condenados pela mídia e não pelas provas” completou.

Logo depois, coube ao também psdbista João Gualberto, da Bahia, responder a Izalci. “A imagem que essa CPMI passa é que vai acabar em pizza e que é apenas para constranger o MP”, afirmou.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) denunciou Izalci por peculato no inquérito que investiga o sumiço de equipamentos doados pela Receita Federal e pelo Tribunal de Contas da União (TCU) à Secretaria da Ciência e Tecnologia do DF (SECT-DF), em 2009, quando o parlamentar estava à frente da pasta. Na petição, que denuncia o deputado duas vezes, a PGR afirma que Izalci se apropriou do material em benefício próprio.

pgrCâmara dos DeputadosIzalci Lucas
 


COMENTE

Ler mais do blog