*
 
 

Deputados distritais subiram à tribuna da Câmara Legislativa para criticar, nesta terça-feira (5/6), a postura do governador Rodrigo Rollemberg (PSB) ao ordenar a retirada do painel eletrônico do Metrópoles no Setor Bancário Sul (SBS). Os parlamentares defenderam a liberdade de imprensa e destacaram a necessidade de o chefe do Executivo do Distrito Federal dialogar antes de cometer atos de restrição aos direitos constitucionais à informação.

O primeiro a se manifestar foi o deputado Wasny de Roure (PT), que pediu uma questão de ordem para discordar da atitude tomada pelo governador.

“Queria registrar a indignação dos meios de comunicação com o que aconteceu com o painel do portal Metrópoles. O governador Rollemberg não precisa tomar esse tipo de atitude mais drástica, pois ele é habilidoso em negociar. Acredito que ele foi induzido por alguma força a tomar tal atitude precipitada”, disse o petista.

Cláudio Abrantes (PDT) declarou que, no Estado democrático de direito, os veículos são livres para criticar e não cabe ao governo cercear a imprensa.

“Algumas pessoas acham que censura é um termo muito pesado, mas é o que cabe no caso da derrubada de um painel de um veículo como o Metrópoles. Os meios de comunicação têm essa função. Eu mesmo sou criticado diariamente por veículos de Planaltina, e nem por isso vou até lá censurá-los”, afirmou.

No último sábado (2), Rollemberg determinou a retirada da empena, apesar de o equipamento ter autorização do próprio governo para funcionar. O ato, executado pela Agência de Fiscalização do DF e o Corpo de Bombeiros, ocorreu dias após o painel veicular uma campanha publicitária do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Brasília (SindSaúde) que fazia críticas ao Governo do Distrito Federal (GDF).



 


COMENTE

Ler mais do blog