*
 
 

Deputados distritais subiram à tribuna da Câmara Legislativa para criticar, nesta terça-feira (5/6), a postura do governador Rodrigo Rollemberg (PSB) ao ordenar a retirada do painel eletrônico do Metrópoles no Setor Bancário Sul (SBS). Os parlamentares defenderam a liberdade de imprensa e destacaram a necessidade de o chefe do Executivo do Distrito Federal dialogar antes de cometer atos de restrição aos direitos constitucionais à informação.

O primeiro a se manifestar foi o deputado Wasny de Roure (PT), que pediu uma questão de ordem para discordar da atitude tomada pelo governador.

“Queria registrar a indignação dos meios de comunicação com o que aconteceu com o painel do portal Metrópoles. O governador Rollemberg não precisa tomar esse tipo de atitude mais drástica, pois ele é habilidoso em negociar. Acredito que ele foi induzido por alguma força a tomar tal atitude precipitada”, disse o petista.

Cláudio Abrantes (PDT) declarou que, no Estado democrático de direito, os veículos são livres para criticar e não cabe ao governo cercear a imprensa.

“Algumas pessoas acham que censura é um termo muito pesado, mas é o que cabe no caso da derrubada de um painel de um veículo como o Metrópoles. Os meios de comunicação têm essa função. Eu mesmo sou criticado diariamente por veículos de Planaltina, e nem por isso vou até lá censurá-los”, afirmou.

No último sábado (2), Rollemberg determinou a retirada da empena, apesar de o equipamento ter autorização do próprio governo para funcionar. O ato, executado pela Agência de Fiscalização do DF e o Corpo de Bombeiros, ocorreu dias após o painel veicular uma campanha publicitária do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Brasília (SindSaúde) que fazia críticas ao Governo do Distrito Federal (GDF).