*
 
 

Líder do MDB no Senado Federal, Raimundo Lira (PB) renunciou ao posto e ao partido para filiar-se ao PSD, de Gilberto Kassab. A decisão foi tomada na noite desta segunda-feira (2/4), mas será concretizada em ato nesta terça-feira (3/4), na sede nacional do novo partido. A mudança está respaldada na janela eleitoral, prazo que se encerra no próximo dia 7 e garante a mandatários a possibilidade de migrar de siglas.

Com os olhos voltados à possível reeleição, o senador paraibano entendeu ser mais viável uma eventual candidatura para renovação de mandato. No MDB, dificilmente o parlamentar teria legenda para permanecer durante mais oito anos no Senado Federal.

Em nota, o PSD da Paraíba comemorou o ingresso do novo parlamentar. “A relação de nosso presidente com o senador Lira sempre foi de amizade e profundo respeito, e agora passa a ser também de companheirismo partidário”, diz o texto.

Conhecido por presidir a comissão especial do Senado que aprovou o impeachment da então presidente da República Dilma Rousseff (PT), Lira assumiu a vaga de senador no lugar de Vital do Rego (MDB), o qual deixou o Congresso Nacional para assumir uma cadeira no Tribunal de Contas da União (TCU).



 


eleições 2018janela partidáriaraimundo liraMDB