GDF divulga balanço de atendimento às vítimas do incêndio no Monjolo

Segundo Palácio do Buriti, 30 famílias prejudicadas foram cadastradas e passarão a receber os benefícios, como cesta básica e aluguel social

atualizado 13/05/2019 7:52

O Governo do Distrito Federal apresentou ao Metrópoles, na noite deste domingo (12/05/2019), relatório parcial das ações de órgãos públicos envolvidos no atendimento às 30 famílias que perderam tudo após incêndio em barracos no Núcleo Rural Monjolo. Os atingidos eram moradores da invasão localizada na região do Recanto das Emas, onde a ocorrência foi registrada na madrugada do Dia das Mães.

De acordo com o Palácio do Buriti, todas as vítimas do incidente foram cadastradas pela Secretaria de Desenvolvimento Social e receberam 80 cestas básicas. Ainda conforme o GDF, o Benefício Eventual, nos moldes do Aluguel Social, passará a ser disponibilizado já na manhã desta segunda-feira (13/05/2019). O programa garante de R$ 480 a R$ 600 mensais para ajudar nas despesas em casos de perda inesperada de moradia.

O governo local informou, também, que as corporações que integram a Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF) garantiram apoio à ação para evitar danos maiores. “A SSP nos apoiou em tudo, com pronta resposta e, graças à atuação efetiva dos bombeiros, não foi uma tragédia em larga escala. Precisamos avançar no comitê sobre as remoções em ocupações de risco”, registrou o balanço parcial. A área é considerada uma invasão.

Os gabinetes do governador Ibaneis Rocha (MDB), do vice Paco Britto (Avante) e da Casa Civil do DF  coordenaram a força-tarefa. Nesta segunda-feira (13/05/2019), o titular do Palácio do Buriti deve se reunir com secretários para reavaliar a situação das famílias prejudicadas pelo fogo.

0

 

Entenda o caso
Pelo menos 30 famílias perderam tudo após um incêndio, na madrugada de domingo, consumir dezenas de barracos na região do Núcleo Rural Monjolo, no Recanto das Emas. Devido à ação rápida do Corpo de Bombeiros, não houve vítimas fatais e apenas cinco moradores foram encaminhados ao hospital. Após o incidente, as famílias que ficaram sem casa passaram a pedir ajuda.

As vítimas precisam de alimentos e produtos de higiene. As doações podem ser feitas na administração do Recanto das Emas, que fica na Avenida Recanto das Emas Quadra 206/300 (onde ficava o antigo galpão da escola de samba Aruremas).

 

 

Últimas notícias