*
 
 

Na onda dos caciques petistas nacionais, como os senadores Lindbergh Farias (RJ) e Gleisi Hoffmann (PR), a deputada federal Erika Kokay (DF) pediu para acrescentar o termo “Lula” em seu nome parlamentar. Com a mudança, a vice-líder do PT na Casa passará a ser chamada de Erika Lula Kokay.

Além das placas na porta do gabinete, a nova nomenclatura aparecerá também no painel de votações da Câmara dos Deputados e nas legendas de conteúdos transmitidos nos canais de comunicação da Casa.

Reprodução

 

O pedido foi feito formalmente ao presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), nesta quarta (11/4).

Segundo a parlamentar, é preciso utilizar todos os instrumentos para protestar contra a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que se entregou à Polícia Federal no último sábado (7), após o juiz federal Sérgio Moro decretar a detenção do petista.

“Lula é um preso político, vítima de um ardil articulado por setores golpistas sem voto que capturaram as instituições para impedir que o líder nas pesquisas eleitorais deste ano possa vencer as eleições presidenciais de outubro”, acusa Erika Lula Kokay.



Erika KokayptlulaCâmara dos Deputadosprisão de Lula
 


COMENTE

Ler mais do blog