Demitido por Bolsonaro, Paulo Fona volta à Liderança do PSB no Senado

Ex-secretário de Comunicação de Rollemberg foi anunciado secretário de Imprensa do Palácio do Planalto e exonerado uma semana depois

Mauro Mattos/Palácio PiratiniMauro Mattos/Palácio Piratini

atualizado 20/09/2019 16:53

Exonerado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) do cargo de secretário de Imprensa do Palácio do Planalto, Paulo Fona retornou ao Senado Federal. Ele havia se desligado da Liderança do PSB na Casa após convite para trabalhar na Presidência da República, mas acabou demitido uma semana depois da contratação. Integrantes do governo classificaram o ex-porta-voz como “esquerdista”. Eles apontaram a forte relação do comunicador com o partido do ex-governador do Distrito Federal Rodrigo Rollemberg.

Desde agosto, Fona voltou a despachar como assistente parlamentar júnior do bloco socialista, símbolo AP-09. O salário líquido, já com os descontos calculados, chega a R$ 8,7 mil. Ele era colega de sala do ex-governador, mas o socialista acabou pedindo a aposentadoria.

Antes da recente demissão, Fona foi chefe de Comunicação do Governo do Distrito Federal (GDF) nos governos de Joaquim Roriz e de Rodrigo Rollemberg. Com a derrota do socialista nas urnas no ano passado, acabou nomeado assessor parlamentar júnior na Liderança do PSB no Senado. Entre 2007 e 2009, atuou como secretário de Comunicação e porta-voz do governo do Rio Grande do Sul, durante o mandato de Yeda Crusius (PSDB).

SOBRE O AUTOR
Caio Barbieri

Cursou jornalismo no Centro Universitário de Brasília (UniCeub). Passou pelas redações do Correio Braziliense, Agência Brasil, Rádio Nacional e foi editor-adjunto da Tribuna do Brasil. Ocupou a assessoria especial no Ministério da Transparência e foi secretário-adjunto de Comunicação do GDF. Chefiou o relacionamento com a imprensa na Casa Civil, Vice-Governadoria, Secretaria de Habitação e na Secretaria de Turismo do DF. Fez consultoria para vários partidos, entidades sindicais e políticos da Câmara Legislativa e do Congresso Nacional. Assina a coluna Janela Indiscreta do Metrópoles e cobre os bastidores do poder em Brasília.

Últimas notícias