*
 
 

Despertou interesse no meio político a decisão do PDT-DF de esperar pela escolha nacional do partido sobre as alianças para as eleições. O senador Cristovam Buarque (PPS), coordenador da terceira via, grupo de seis partidos que tem como cabeça de chapa o deputado federal Izalci Lucas (PSDB), vê oportunidade na indefinição e tenta atrair a sigla.

O parlamentar procurou o líder local da legenda, Georges Michel, e outros integrantes da executiva após o encontro com o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, na tarde dessa terça-feira (3/7). Cristovam Buarque reforçou que o diálogo está aberto. “Eles não têm candidato ainda. Vamos conversar”, disse ao Metrópoles.

Como Cristovam já integrou o PDT, mantém bom relacionamento com a legenda. Georges Michel afirmou que não houve “nada de mais”. “Queria apenas saber o que decidimos”, declarou. Fato é que a ida do PDT para a terceira via é quase improvável, uma vez que o pré-candidato ao Palácio do Planalto do grupo é o tucano Geraldo Alckmin.

Por enquanto, as negociações do PDT-DF estão estagnadas até que o comando nacional decida o melhor para a candidatura do presidenciável Ciro Gomes.

O receio de pedetistas da capital é que a sigla feche acordo com o PSB e imponha a escolha nas regionais, favorecendo dessa forma o governador Rodrigo Rollemberg, que vai tentar a reeleição.



 


ppsCristovam BuarquePDT-DF