*
 
 

A Associação Comercial do Distrito Federal (ACDF) ingressou, na tarde desta segunda-feira (4/6), com ação civil pública na Justiça Federal para a quebra do monopólio da Petrobras sobre o preço do etanol. O objetivo da entidade é fazer com que a redução do valor por litro do combustível chegue diretamente ao bolso do consumidor brasiliense.

Na peça, o presidente da entidade, Cléber Pires, pede que a Justiça autorize produtores e fornecedores de etanol a realizar a venda direta aos postos de combustíveis revendedores em todo Brasil, sem a imposição compulsória da Agência Nacional do Petróleo (ANP) e de distribuidoras intermediárias. Segundo Pires, os dispositivos restringem mercados e atentam contra a livre concorrência.

Leia a peça:

ACP ACDF – Combustiveis by Metropoles on Scribd

 

Repercussão no Congresso
A decisão de tentar quebrar o monopólio da estatal em relação ao biocombustível no âmbito do Judiciário terá reflexos no Congresso Nacional. Em vídeo divulgado nas redes sociais nesta segunda (4), o deputado federal Rogério Rosso (PSD) endossou a decisão da entidade.

“É um absurdo o monopólio da Petrobras sobre o preço do álcool. Ela não produz álcool, e sim derivados do petróleo. Se quebrarmos este monopólio, com certeza o consumidor do Brasil inteiro terá o etanol com um preço infinitamente menor do que o valor da gasolina”, disse o parlamentar.

Veja o vídeo:



 


PetrobrasRossoacdfMonopólioCleber Pires