Bancada do DF no Congresso escolhe Vitor Paulo como coordenador

Suplente de Ronaldo Fonseca será o responsável por decidir destino dos recursos do DF provenientes do Orçamento

Douglas Gomes / PRBDouglas Gomes / PRB

atualizado 25/06/2018 19:56

Os 11 representantes do Distrito Federal no Congresso Nacional escolheram o deputado recém-empossado Vitor Paulo (PRB) como coordenador da bancada distrital. Até então, o parlamentar Rôney Nemer (PP) era tido como sucessor natural da vaga. Apesar de ter ocorrido no fim da última quinta-feira (21/6), a escolha foi formalizada nesta segunda (25).

Para não haver disputa de chapa, o que não é comum ocorrer, Rôney abriu mão da candidatura, e a escolha de Vitor Paulo, representante da Igreja Universal do Reino de Deus, foi unânime. O cargo era ocupado interinamente pelo senador Hélio José (Pros-DF), desde o afastamento do deputado licenciado Ronaldo Fonseca – ele atualmente exerce o cargo de ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República.

Para a eleição, o escolhido precisa ter o aval da maioria absoluta dos congressistas. No caso do Distrito Federal, são necessárias assinaturas de pelo menos cinco dos oito deputados federais e, ainda, de dois dos três senadores. No que diz respeito a Vitor Paulo, o acordo ocorreu pelo fato de o parlamentar não ser candidato à reeleição na Câmara.

“O deputado Vitor Paulo se dispôs a assumir a responsabilidade, e meu nome havia sido colocado apenas pelo fato de não termos voluntários. Assim que ele decidiu ocupar a função, retirei imediatamente a minha candidatura”, disse Rôney. Embora o deputado negue, as notícias dos bastidores dão conta de que o processo foi conturbado, por isso o progressista teria desistido.

Vitor Paulo afirmou que dará voz aos colegas para definir os recursos do Orçamento. “Como coordenador da bancada, pretendo ouvir os meus pares e ser um mediador dos principais assuntos de interesse do DF. Estaremos atentos às disponibilizações de recursos financeiros por meio do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias [PLDO], assim como por intermédio do [projeto de Lei do] Orçamento Anual [PLOA]”, ressaltou.

Orçamento
O coordenador da bancada é responsável por organizar o direcionamento de emendas parlamentares federais dos deputados e senadores para o Distrito Federal. É dele a responsabilidade de priorizar os recursos para as diferentes áreas, como educação, saúde, cultura e segurança, por exemplo. O total das emendas individuais e de bancadas apresentadas pelos parlamentares do DF ao Orçamento deste ano é de R$ 799.987.061. A expectativa é de que os recursos para 2019 sejam parecidos ou fiquem um pouco acima do total pleiteado em 2018.

Além de Vitor Paulo, integram a bancada federal do Distrito Federal mais sete deputados – Alberto Fraga (DEM), Augusto Carvalho (SD), Erika Kokay (PT), Izalci Lucas (PSDB), Larte Bessa (PR), Rogério Rosso (PSD) e Rôney Nemer (PP) – e três senadores – Cristovam Buarque (PPS), Hélio José (Pros) e Reguffe (sem partido).

SOBRE O AUTOR
Caio Barbieri

Cursou jornalismo no Centro Universitário de Brasília (UniCeub). Passou pelas redações do Correio Braziliense, Agência Brasil, Rádio Nacional e foi editor-adjunto da Tribuna do Brasil. Ocupou a assessoria especial no Ministério da Transparência e foi secretário-adjunto de Comunicação do GDF. Chefiou o relacionamento com a imprensa na Casa Civil, Vice-Governadoria, Secretaria de Habitação e na Secretaria de Turismo do DF. Fez consultoria para vários partidos, entidades sindicais e políticos da Câmara Legislativa e do Congresso Nacional. Assina a coluna Janela Indiscreta do Metrópoles e cobre os bastidores do poder em Brasília.

Últimas notícias