*
 
 

As articulações da oposição a Rodrigo Rollemberg (PSB) para lançar um único candidato de direita contra o governador naufragaram. As recentes tentativas de costura para reunir o grupo não convenceram o ex-deputado distrital Alírio Neto (PTB), que lançou sua pré-candidatura ao Palácio do Buriti.

Prova de que o discurso da turma desafinou foram as ausências no evento desta quarta-feira (7/3). Dois postulantes à cadeira máxima do Governo do Distrito Federal (GDF), o ex-secretário de Saúde Jofran Frejat (PR) e o deputado federal Alberto Fraga (DEM), além de Tadeu Filippelli, presidente regional do MDB, não estiveram com o colega. Filippelli, aliás, havia se reunido com Alírio na última sexta-feira (2), em um shopping da cidade, com vistas a uma reaproximação do grupo.

Ao não prestigiar o evento, o trio sinaliza o descontentamento com a decisão do petebista de antecipar a disposição em concorrer ao Buriti, até porque Alírio incorporou o discurso em defesa de José Roberto Arruda (PR) e Joaquim Roriz (sem partido). Dessa forma, mira no eleitorado dos ex-governadores. O problema é que Frejat, Fraga e Filippelli também estão de olho nesses votos.

Outro pretenso candidato ao GDF, o presidente da Câmara Legislativa, Joe Valle (PDT), por pouco não integrou a lista dos faltosos. O distrital, contudo, só chegou após a dispersão do palanque, com os microfones devidamente desligados e findados os registros fotográficos oficiais.

 


GDFeleições 2018Alírio NetoPalácio do Buriti