Amoêdo compara Bolsonaro a Crivella: “O caminho é a liberdade”

Candidato derrotado ao Planalto criticou o que classifica de "boicote à imprensa" realizado pelo prefeito do Rio e pelo presidente do Brasil

atualizado 02/12/2019 17:24

Candidato derrotado ao Palácio do Planalto nas últimas eleições, o empresário João Amoêdo comparou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) com o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), em episódios distintos de relacionamento com a imprensa.

Nesta segunda-feira (02/12/2019), o principal nome do Partido Novo criticou no Twitter a postura dos chefes de executivo de “ignorarem o conceito de impessoalidade para boicotar a imprensa”. Bolsonaro tem declarado guerra contra a Folha de S.Paulo e, no caso de Crivella, a crise é com a Rede Globo.

“Bolsonaro e Crivella ignoram o conceito de impessoalidade ao utilizar seus governos para boicotar a imprensa. O tratamento diferenciado acaba por direcionar e interferir no conteúdo dos veículos de imprensa, o que é inaceitável em um Estado Democrático. O caminho é a liberdade”, escreveu.

Veja a publicação:

Reprodução

 

SOBRE O AUTOR
Caio Barbieri

Cursou jornalismo no Centro Universitário de Brasília (UniCeub). Passou pelas redações do Correio Braziliense, Agência Brasil, Rádio Nacional e foi editor-adjunto da Tribuna do Brasil. Ocupou a assessoria especial no Ministério da Transparência e foi secretário-adjunto de Comunicação do GDF. Chefiou o relacionamento com a imprensa na Casa Civil, Vice-Governadoria, Secretaria de Habitação e na Secretaria de Turismo do DF. Fez consultoria para vários partidos, entidades sindicais e políticos da Câmara Legislativa e do Congresso Nacional. Assina a coluna Janela Indiscreta do Metrópoles e cobre os bastidores do poder em Brasília.

Últimas notícias