Alvo da Operação Trickster, ex-DFTrans assume cargo no Espírito Santo

Léo Cruz foi nomeado para uma gerência na Secretaria de Transportes capixaba e fará dobradinha com Fábio Damasceno, ex-chefe da pasta no DF

Gabriel Jabur Agência BrasíliaGabriel Jabur Agência Brasília

atualizado 10/01/2019 8:36

Exonerado do governo de Rodrigo Rollemberg (PSB) após ser alvo de investigação da Operação Trickster, o ex-diretor do Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans) Léo Cruz foi nomeado como gerente de Transporte de Passageiros da Secretaria de Transportes e Obras Públicas (Setop) no Espírito Santo. Ele fará dobradinha com Fábio Damasceno, que foi secretário de Mobilidade no DF e assumiu a pasta da área no estado, conforme o Metrópoles revelou.

Os dois ocupavam as cadeiras no DF por indicação do correligionário do governador Renato Casagrande (PSB). Como Rollemberg não foi reeleito, a brecha para os cargos se abriu na nova gestão capixaba. Cruz já havia presidido a Companhia Estadual de Transportes Coletivos de Passageiros do Estado do Espírito Santo (Ceturb).

Assim como fazia no DF, Cruz comandará as linhas de ônibus e as frotas. Quando estava no DFTrans, sofreu mandado de busca e apreensão em sua residência e foi demitido por Rollemberg. Damasceno se manteve no GDF até o fim.

SOBRE O AUTOR
Manoela Alcântara

Formada em jornalismo pelo Icesp. Trabalhou na Voz do Brasil, no Jornal de Brasília e no Correio Braziliense. Ganhadora de dois prêmios Sebrae de Jornalismo Econômico, uma das vencedoras do 1º Prêmio Polícia Federal de Jornalismo, jornalista destaque da Universidade de Brasília (UnB) por três vezes consecutivas. Repórter de Política local do Metrópoles desde 2015.

Últimas notícias