Aliado de Calheiros, Hélio José ganha cargo no gabinete de Alcolumbre

Ex-senador ocupará a vaga de assistente parlamentar da Presidência da Casa e ganhará mais de R$ 5 mil de salário

Geraldo Magela/Agência SenadoGeraldo Magela/Agência Senado

atualizado 21/05/2019 8:59

Protagonista de momentos embaraçosos enquanto ocupava uma cadeira de representante do Distrito Federal, o ex-senador Hélio José (Pros-DF) ganhou um alento nesta segunda-feira (20/05/2019). Ele foi nomeado assistente parlamentar do gabinete do presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP). O salário será de R$ 5.133,63, mas, de acordo com servidores da Casa, com as gratificações do cargo, o montante pode ultrapassar R$ 12 mil.

Hélio José ficou conhecido por declarações e situações inusitadas, como quando afirmou que nomearia até uma melancia no governo do ex-presidente Michel Temer (MDB). Em outro momento, viu cair sua prótese dentária enquanto discursava de forma inflamada numa comissão mista do Senado. Durante o mandato, chegou a ter 93 assessores em seu gabinete.

Em 2018, Hélio tentou uma cadeira na bancada do DF na Câmara dos Deputados, mas acabou derrotado. Desde então, ele investe numa recolocação dentro dos quadros do Senado Federal.

Recentemente, o Metrópoles noticiou recorrentes visitas de Hélio José aos senadores eleitos para pedir empregos. Mesmo sem mandato, ele participou de várias sessões da atual legislatura, como a eleição para presidente da Casa.

Na época da disputa, Hélio declarou à reportagem estar torcendo oficialmente para a vitória do seu correligionário, o senador Fernando Collor de Mello. Nos bastidores, fazia campanha pela reeleição de Renan Calheiros (MDB).

Apesar disso, é no gabinete do concorrente dos dois que passará a “bater ponto” diariamente no Congresso Nacional.

Veja a nomeação:
Reprodução / Senado Federal

 

SOBRE O AUTOR
Caio Barbieri

Cursou jornalismo no Centro Universitário de Brasília (UniCeub). Passou pelas redações do Correio Braziliense, Agência Brasil, Rádio Nacional e foi editor-adjunto da Tribuna do Brasil. Ocupou a assessoria especial no Ministério da Transparência e foi secretário-adjunto de Comunicação do GDF. Chefiou o relacionamento com a imprensa na Casa Civil, Vice-Governadoria, Secretaria de Habitação e na Secretaria de Turismo do DF. Fez consultoria para vários partidos, entidades sindicais e políticos da Câmara Legislativa e do Congresso Nacional. Assina a coluna Janela Indiscreta do Metrópoles e cobre os bastidores do poder em Brasília.

Últimas notícias