*
 
 

Chefe adjunto da Casa Militar do Governo do Distrito Federal, o coronel do Corpo de Bombeiros Wilton de Melo é acusado de compartilhar notícia falsa – as chamadas fake news – contra o candidato ao Buriti pelo DEM, Alberto Fraga.

Na publicação enviada ao grupo “Amigos da Segurança”, integrado por profissionais da área e políticos, Melo questionou como o democrata teria acumulado um patrimônio de R$ 4,8 milhões com um salário padrão de R$ 12 mil da Polícia Militar do DF.

O posicionamento do representante da Casa Militar gerou discussões acaloradas no grupo. Após explicarem que, por ser da reserva, Fraga passou a receber proventos na base dos R$ 21 mil e, ainda, acumulou o salário de deputado federal, o qual se aproxima dos R$ 33 mil, Wilton Melo preferiu deixar o grupo.

Procurado pela reportagem, Fraga disse estar surpreso com o caso. “Me estranha muito um coronel que está na estrutura do Palácio do Buriti sair disparando inverdades de forma irresponsável. Tenho dois bons salários, sou produtor rural e tudo o que acumulei está devidamente declarado. Isso é coisa de um bobo que deve estar a mando de outro bobo maior”.

Acionada pela Janela Indiscreta, a Casa Militar não havia se manifestado até a última atualização deste texto.



 


WhatsAppPolíticaalberto fragaeleições 2018Casa MilitarWilton Melo