Semana de Moda de Londres abre venda de ingressos para público geral

Quem comprar os bilhetes terá a oportunidade de participar de uma programação paralela ao evento, além de outras atividades

John Phillips/BFC/Getty ImagesJohn Phillips/BFC/Getty Images

atualizado 17/07/2019 11:23

De maneira inédita, a Semana de Moda de Londres (LFW) será aberta ao público – uma parte dela, pelo menos. Na segunda-feira (15/07/2019), o Conselho de Moda Britânico (British Fashion Council, ou BFC) anunciou que, a partir de setembro, a LFW será a primeira dos quatro principais eventos de moda globais – que incluem Nova York, Paris e Milão – a oferecer uma experiência ao público em geral.

Tradicionalmente, as fashion weeks são plataformas comerciais, voltadas para convidados, compradores e imprensa. A partir de agora, a semana londrina terá atividades dedicadas aos públicos de comércio (trade) e ao geral em um único cronograma. O LFW atrai profissionais do setor fashion de mais de 50 países, segundo o BFC.

O novo formato não mudou muito para o público de trade, que continuará participando dos desfiles oficiais ao longo de cinco dias, entre 13 e 17 de setembro. Já o público consumidor poderá comprar ingressos para participar do London Fashion Week Hub, que ocorrerá separadamente, nos dias 14 e 15 do mesmo mês.

Vem comigo!

No calendário de setembro, o público do Hub terá acesso a seis desfiles de estilistas selecionados, cujos nomes ainda não foram anunciados. A programação inclui ainda instalações criativas, bate-papos, exposição de designers e outras atividades.

A Designer Exhibition será aberta aos dois públicos e terá o relançamento da iniciativa #PositiveFashion (moda positiva, em tradução livre), do BFC. Será uma oportunidade para conhecer novos designers e marcas com pegada criativa, ser apresentado a diferentes histórias e descobrir como a indústria fashion pode causar boas transformações. O projeto tem como base os pilares da sustentabilidade, ética e comunidade.

Gareth Cattermole/BFC/Getty Images
O Conselho de Moda Britânico anunciou que, a partir de setembro, o público geral terá acesso a uma parte da Semana de Moda de Londres

 

Gareth Cattermole/BFC/Getty Images
As semanas de moda são plataformas comerciais, voltadas para o público trade e imprensa

 

John Phillips/BFC/Getty Images
Com a novidade, o British Fashion Council diz que o LFW será a primeira entre as quatro grandes semanas de moda (Nova York, Londres, Milão e Paris) a abrir as portas ao público

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Quem comprar os ingressos para a programação paralela, o London Fashion Week Hub, terá acesso a um dos seis desfiles de designers selecionados

 

As experiências do LFW não ficarão só no Hub. A cidade inteira terá eventos e atrações organizados em parceria com varejistas, marcas e instituições culturais, com objetivo de engajar novos públicos e envolver as comunidades da capital inglesa.

Para os participantes da semana de moda acompanharem toda a movimentação de desfiles, o Conselho de Moda Britânico vai manter o cronograma do evento atualizado no aplicativo LetsBab.

Os ingressos para o público em geral já estão disponíveis no site, mas não são baratos. A categoria Standard, com acesso aos desfiles e às atividades, além de uma tote bag como brinde, custa 135 libras. Na Frow, com lugar na primeira fila, VIP lounge e outros mimos, o valor é 245 libras. Os dois dias do LFW Hub estão divididos em três horários. Com um bilhete, o participante poderá conferir o desfile referente ao horário específico.

Kristy Sparow/BFC/Getty Images
O BFC também promoverá atividades na cidade, em parceria com varejistas, marcas e instituições culturais

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Os ingressos para a programação aberta ao público estão disponíveis a partir de 135 libras, em três horários diferentes, para cada um dos dias

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Será que a novidade vai influenciar outras grandes fashion weeks?

 

Graças à internet (como as exibições on-line em plataformas de streaming), as semanas de moda se aproximaram do público e deixaram de ser algo exclusivo para celebridades e insiders. Pela transmissão dos desfiles ao vivo, por exemplo, é possível acompanhar a movimentação em tempo real, mas a experiência presencial ainda era uma barreira.

Em 2017, a companhia de gerenciamento IMG lançou o programa NYFW: Experience, abrindo oportunidade para consumidores de alto nível participarem de atividades na semana de moda nova-iorquina. Inclusive, assistirem na primeira fila aos desfiles de algumas marcas patrocinadas pela empresa. O novo formato da Semana de Moda de Londres promete ser mais um passo nesse sentido. Será que a novidade vai pegar entre as outras fashion weeks?

Colaborou Hebert Madeira

SOBRE O AUTOR
Ilca Maria Estevão

Bacharel em psicologia pela Universidade Georgetown, em Washington D.C. (EUA). É apaixonada por moda e acompanha toda movimentação no universo fashion.

Últimas notícias