com Rebeca Ligabue, Hebert Madeira e Sabrina Pessoa

Rodarte e Vera Wang são destaques de outono/inverno 2020 no NYFW

O calendário de inverno de Nova York chegou ao fim nessa quarta-feira, com novidades da Coach, Prabal Gurung e Michael Kors

atualizado 13/02/2020 9:24

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images

Os desfiles de outono/inverno 2020/21 da Semana de Moda de Nova York chegaram ao fim nessa quarta-feira (12/02/2020). Conhecida por ser uma fashion week com proposta mais comercial, esta edição teve peças para todos os gostos nos últimos dias da programação. Os estilos passearam pela pegada romântica com detalhes excêntricos das grifes Rodarte e Prabal Gurung. Também exploraram um tom mais clássico nas coleções da Coach 1941 e Michael Kors Collection, sem falar nas produções góticas e sensuais de Vera Wang.

Vem comigo conferir os destaques!

Rodarte

O romantismo e o charme retrô das estilistas Kate e Laura Mulleavy, fundadoras da Rodarte, retornam nesta nova coleção. Desta vez, com direito a muitas mangas bufantes e inspiração cinematográfica, com uma boa dose de vampirismo. As referências vêm do filme Drácula (1992), dirigido por Francis Ford Coppola, com figurino desenhado por Eiko Ishioka.

Os tecidos cintilantes e aplicações com brilho arrematam a elegância vampiresca dos vestidos para a noite. Os looks em branco, preto e vermelho-sangue são dramáticos na medida certa, especialmente os decorados com gotas, aranhas e enfeites na forma de teias.

Detalhe para os vestidos de seda estampadas com pintura à mão, com desenhos abstratos e flores. Poás e conjuntos de alfaiataria com silhuetas dos anos 1940 também chamam atenção.

Nascidas em Los Angeles, as irmãs retornaram ao line-up do New York Fashion Week depois de apresentarem o outono 2019 na cidade californiana e mostrarem a primavera 2020 em um lookbook. O show foi realizado na Igreja de St. Bartholomew, mesmo lugar onde Alexander Wang se apresentou para o outono 2016.

Fernanda Calfat/Getty Images for NYFW: The Shows via Getty Images
Poá, vermelho e um toque de anos 1940

 

Fernanda Calfat/Getty Images for NYFW: The Shows via Getty Images
As irmãs Mulleavy exploram as mangas bufantes em várias peças da nova coleção

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Look dramático e vampiresco

 

Fernanda Calfat/Getty Images for NYFW: The Shows via Getty Images
O vermelho também acrescenta drama e ganha destaque

 

Fernanda Calfat/Getty Images for NYFW: The Shows via Getty Images
Estampa pied-de-poule e modelagem dos anos 1940, mas com mangas bufantes

 

Fernanda Calfat/Getty Images for NYFW: The Shows via Getty Images
Vestido de seda com estampa feita à mão

 

Vera Wang

Vera Wang costuma usar bastante preto nas coleções de prêt-à-porter, mas chamou atenção pelo uso de cores e estampas no novo trabalho. Tudo isso sem deixar de lado, é claro, a pegada noturna e gótica que dá o tom às suas criações. Mesmo nas peças com pegada mais delicada, a estilista experimentou detalhes fetichistas, como arreios, e acessórios de pele falsa em volta do pescoço.

Todos os looks do outono/inverno 2020/21 foram complementados com sandálias plataforma com solado levemente tratorado e meias pretas. A designer mescla leveza e assimetria nos recortes, costuras e caudas das blusas de tule. Mangas presunto de couro, shorts e luvas são clássicos da designer.

O desfile foi realizado na mansão James B. Duke House, local conhecido por ter sido onde a herdeira e colecionadora de arte Doris Duke (1912-1933) cresceu. A primeira fila do desfile teve a presença de Anna Wintour, Larsen Thompson, Coco Rocha e Maria Sharapova.

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Assimetria e leveza nesta blusa de tule

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Repare no harness de couro, com pegada fetichista

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Estampas e volume neste vestido

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Vermelho vibrante e dramático

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Diversas referências neste look: estampas florais, harness e acessório de pescoço

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
A luva, a alça e as sandálias com meia dão uma quebra na delicadeza do vestido

 

Coach 1941

Casacos bege, muito couro e referências pop fazem do outono/inverno 2020/21 da Coach 1941 uma continuação da coleção apresentada em setembro. O diretor criativo, Stuart Vevers, a considera como um “capítulo dois”, e misturou elementos nova-iorquinos dos anos 1980 com arquivos da própria marca.

De maneira geral, peças específicas chamam mais atenção do que a coleção como um todo. Os diferentes casacos coloridos com textura felpuda, por exemplo, estão entre os destaques. Dois looks femininos de alfaiataria, com longos blazers, foram combinados com uma perfeita harmonia de cores. As peças listradas apresentadas no fim do show injetam um olhar pop, alegre e cool.

A coleção inclui também uma série de peças limitadas em “colaboração” com o pintor norte-americano Jean-Michel Basquiat (1960-1988), trabalhada com membros da família do artista. O desfile, realizado em um armazém da 12th Avenue, teve apresentação ao vivo de Debbie Harry (do Blondie) com a banda The Coathangers, e convidados como Michael B. Jordan e Megan Thee Stallion.

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Casacos felpudos são destaque no outono/inverno 2020/21 da Coach 1941

 

Slaven Vlasic/Getty Images for NYFW: The Shows via Getty Images
Ótima combinação de cores neste look de alfaiataria

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Detalhes felpudos em colorações variadas

 

Slaven Vlasic/Getty Images for NYFW: The Shows via Getty Images
Outro terninho com cores elegantes

 

Slaven Vlasic/Getty Images for NYFW: The Shows via Getty Images
As listras coloridas trazem uma pegada pop

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
A padronagem deixa o visual divertido e cool

 

Prabal Gurung

Estilista nascido na Singapura e criado no Nepal, Prabal Gurung presta uma homenagem à cidade de Nova York na coleção outono/inverno 2020/21. O show teve como endereço o icônico espaço de eventos Rainbow Room, no Rockefeller Center, centro de Manhattan.

Ao apostar em cores mais sóbrias do que as temporadas passadas, Gurung invocou sensualidade com recortes vazados, fendas, rendas e vestidos justos que desenham a silhueta.

Plumas e arranjos de tecido na forma de flores acrescentam textura e delicadeza. O compilado de peças traz preto, verde-menta, motivos florais, estampa de onça e xadrez.

Uma performance do famoso pianista nova-iorquino Colin Huggins acompanhou o desfile. Personalidades da moda como Anna Wintour, Kerby Jean-Raymond e Camila Coelho prestigiaram a apresentação.

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Terninho clean com botão oversized

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Casaco branco de plumas dá destaque ao conjuntinho em verde-menta

 

Slaven Vlasic/Getty Images for NYFW: The Shows via Getty Images
Ombros assimétricos, fendas e recortes vazados acrescentam sensualidade

 

Slaven Vlasic/Getty Images for NYFW: The Shows via Getty Images
Xadrez é uma das estampas que Prabal Gurung explora nesta coleção

 

Slaven Vlasic/Getty Images for NYFW: The Shows via Getty Images
O bom e velho leopard print também dá as caras

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Vestido com motivos florais e textura

 

Michael Kors Collection

O estilista norte-americano Michael Kors faz um resgate às peças clássicas e atemporais para as estações frias de 2020. A cartela de cores é invernal: passeia pelos tons terrosos, tem bastante preto, cinza, verde-musgo, além de algumas peças em bege, mostarda e o laranja vibrante, a cara da Hermès.

O tom alaranjado não é o único detalhe em comum com a grife francesa. O outono da Michael Kors também agrega elementos de esportes equestres. Casacos, capas, ponchos e sobretudos dão volume, com silhuetas limpas e modernas. As estampas englobam cow print, xadrez e arabescos psicodélicos; porém, em cores sóbrias e discretas. Tecidos plissados e metálicos ganham vida em saias midi e vestidos acinturados.

Realizado no prédio no American Stock Exchange Building, o show teve presença de convidadas como Ashley Benson, Anna Wintour, Alexandra Daddario, Issa Rae, Dove Cameron, Blake Lively e as brasileiras Camila Coelho e Mariana Rios.

JP Yim/Getty Images for Michael Kors via Getty Images
O outono/inverno 2020/21 da Michael Kors Collection é repleto de capas

 

JP Yim/Getty Images for Michael Kors via Getty Images
As peças com textura de pele garantem o calor para as temporadas frias

 

JP Yim/Getty Images for Michael Kors via Getty Images
Laranja vibrante que lembra a Hermès

 

JP Yim/Getty Images for Michael Kors via Getty Images
Estampa de vaca, ou cow print

 

JP Yim/Getty Images for Michael Kors via Getty Images
A paleta também inclui cinza, que surge em diversas peças e no xadrez

 

JP Yim/Getty Images for Michael Kors via Getty Images
Vestidos e saias ganham tecidos metálicos e cintilantes

 

Os desfiles da Semana de Moda de Nova York chegaram ao fim, mas o circuito das quatro principais fashion weeks do mundo, conhecidas como Big Four, só começou. Nesta sexta-feira (14/02/2020), tem início os desfiles de Londres, que irão até o próximo dia 18. Em seguida, vem as semanas de moda de Milão e Paris.

Colaborou Hebert Madeira

Últimas notícias