Rapper André 3000 lança coleção beneficente em apoio ao Black Lives Matter

Os moletons são estampados com frases políticas ditas em tour do cantor em 2014

André 3000Theo Wargo/Getty Images

atualizado 29/06/2020 9:41

No início do mês, vários protestos do movimento Black Lives Matter tomaram conta das ruas em diversos países. Com proporção mundial, marcas e grupos de moda também se sensibilizaram em apoiar a luta contra o racismo. Entre as ações, o rapper André 3000 desenvolveu uma coleção de moletons com renda revertida para a causa.

Vem comigo conferir!

EVERYBODY.WORLD/Reprodução

Em 2014, as frases “Entre culturas, as pessoas pretas sofrem mais. Por quê?” , “Respire” ou “O momento mais difícil de nossas vidas” foram estampadas em 47 macacões. Todas as peças integraram o figurino usado por André 3000 durante apresentação no Lollapalooza, em Chicago.

Algumas das declarações políticas que ganharam grande notoriedade na época retornaram neste ano em formato de moletom. A coleção tem finalidade beneficente. Todo o lucro será destinado a apoiar a organização americana Movement for Black Lives (M4BL).

“[Na época] Queria encontrar algo para me manter animado a cada noite, porque não tinha novos versos e músicas, e era estranho tocar músicas antigas de 1993, então, eu disse: ‘Deixe-me colocar esses pensamentos nas minhas roupas’”, explicou André em entrevista ao The Root.

O artista também comentou sobre a temática dos slogans. “Alguns eram sérios, outros eram bobos e apenas pensamentos aleatórios, como eu admitindo amar lanches de frutas. Mas eles ainda fazem sentido agora”, concluiu.

André 3000 e Everybody.world/Divulgação
Respire, em tradução livre

 

 

André 3000 e Everybody.world/Divulgação
“É possível descansar em paz e violência?”: frase foi centralizada em outra peça

 

André 3000 e Everybody.world/Divulgação
“Apaixonado por compaixão” estampa uma criação

 

André 3000 e Everybody.world/Divulgação
Ao todo, 13 opções de casacos foram lançados em uma linha beneficente exclusiva

 

Seguindo a linha dos icônicos macacões do figurino de André, as novas peças foram reproduzidas em 13 versões de moletom com mangas longas. Além das frases em branco sobre o tecido preto, outro ponto de destaque na estamparia vai para a etiqueta posicionada na manga esquerda, relembrando a tag SOLD (vendido, em tradução livre), que acompanhou as vestimentas do cantor nas apresentações.

As peças são confeccionadas em algodão ecológico em parceria com a Everybody.world, empreendimento com sede em Los Angeles. Fundada em 2015, a empresa recicla resíduos têxteis e executa o processo de reciclagem por meio de maquinário que separa o algodão das fábricas. Os tecidos são produzidos com matéria-prima 100% reciclada.

A coleção de edição limitada idealizada pelo artista repercutiu na web e já teve o estoque esgotado no site. Quem se interessar pela causa, e desejar apoiar o projeto, pode entrar em contato com a equipe pela plataforma, ou fazer a sua doação na página Movement for Black Lives.

André 3000
Em 2014, o rapper utilizou macacões durante uma turnê

 

André 3000
Com frases aleatórias e outras fazendo críticas políticas, as peças ganharam grande notoriedade na época

 

André 3000
O artista fez várias aparições durante o festival Lollapalooza

 

André 3000
André 3000 utilizou 47 peças em suas aparições no evento
A turnê

André 3000 embarcou em turnê com Outkast em Chicago seis anos atrás. A dupla celebrou os 20 anos de carreira com um show memorável no Lollapalooza. Além das comemorações, o figurino do rapper também chamou a atenção. As frases enigmáticas, provocativas e com críticas políticas tiveram grande repercussão.

No mesmo ano, as 47 peças foram expostas na feira de arte Art Basel, em Miami. Já em 2015, ganharam destaque em mostra na instituição Savannah College de Arte e Design, nos Estados Unidos, realizada em parceria com o museu de arte SCAD Museum of Art.

SCAD Museum of Art/Chérmelle D. Edwards/Reprodução
Os icônicos macacões ganharam destaque em exposição

 

SCAD Museum of Art/Chérmelle D. Edwards/Reprodução
As 47 peças ganharam destaque em 2015, nos Estados Unidos

 

SCAD Museum of Art/Chérmelle D. Edwards/Reprodução
Rapper André 3000 na mostra dos moletons em parceria com o museu de arte SCAD

Nas duas exposições, os fãs de rap se uniram aos entusiastas do design para prestigiar os icônicos macacões. As frases continuam atuais para os momentos de discussões e reflexões contra o racismo.

Colaborou Sabrina Pessoa

Últimas notícias