Primeira loja exclusiva de alta joalheria da Gucci abre em Paris

A grife comandada por Alessandro Michele lançou a coleção Hortus Deliciarum, com acessórios produzidos em ateliês na Itália

atualizado 08/07/2019 13:08

Para quem gosta de joias, a Place Vendôme, em Paris, é um verdadeiro paraíso. Situada perto do Jardim das Tulherias, a praça abriga os maiores produtores de acessórios preciosos do mundo. Agora, oferece mais uma atração: a Gucci escolheu o local como sede de sua primeira loja de high jewelry.

Antes de inaugurar o ponto físico na capital francesa, a grife já fazia vendas sob encomenda para clientes específicos. A primeira coleção de acessórios preciosos da label italiana foi batizada de Hortus Deliciarum.

Vem comigo!

 

Para apresentar as peças desenvolvidas por Alessandro Michele, a Gucci preparou uma campanha com a cantora Florence Welch, fotografada na boutique. O próprio diretor criativo também já apareceu no Instagram usando brincos e colares da Hortus Deliciarum.

A Gucci estava preparando o momento certo para expandir o engajamento na alta joalheira. “É preciso ter maturidade antes de entrar nesse setor”, disse François-Henri Pinault, presidente e CEO do grupo Kering, ao Le Figaro. “As joias que Alessandro Michele está criando para a Gucci ocuparão, naturalmente, seu devido lugar no mercado”, completou o executivo.

Divulgação/Gucci
O primeiro espaço exclusivo destinado à joalheria da Gucci fica em Paris

 

Divulgação/Gucci
Alessandro Michele selecionou pedras especiais e desenvolveu a coleção Hortus Deliciarum (do latim, Jardim de Delícias, em tradução livre)

 

Reprodução/Instagram/@alessandro_michele
Post do diretor criativo da Gucci no Instagam, com joias da coleção

 

Conhecido por um DNA vintage e disruptivo, Alessandro Michele promete uma linha de criação elegante e ousada. A primeira coleção inclui acessórios com elementos da natureza e também imagens de animais, como abelhas e leões.

A loja vai oferecer mais de 200 itens que foram feitos à mão, em ateliês na Itália. Entre as pedras usadas, estão esmeraldas, diamantes, rubi, safiras, opalas e turmalinas. São colares, anéis e braceletes que podem chegar a custar 800 mil euros.

Divulgação/Gucci
Pedras preciosas de cores variadas aparecem na Hortus Deliciarum

 

Divulgação/Gucci
O designer usou elementos da natureza nas criações

 

Divulgação/Gucci
As joias são fortes e, ao mesmo tempo, delicadas

 

Divulgação/Gucci
Ouro branco nas joias da Gucci

 

Divulgação/Gucci
As peças são produzidas na Itália

 

Divulgação/Gucci
Ao que tudo indica, a participação da Gucci na alta joalheria só vai crescer

 

Colaborou Rebeca Liguabue

SOBRE O AUTOR
Ilca Maria Estevão

Bacharel em psicologia pela Universidade Georgetown, em Washington D.C. (EUA). É apaixonada por moda e acompanha toda movimentação no universo fashion.

Últimas notícias