Nostalgia X: parceria entre marca coreana e Reebok resgata anos 1990 com tecnologia

De olho nas evoluções do mercado, etiqueta esportiva investe em colaborações poderosas, relançamentos e sustentabilidade

atualizado 23/05/2019 15:39

Desde 2014, crescem as vendas dos tênis clássicos da Reebok. Sucesso entre os anos 1980 e 1990, os modelos de cano alto e em couro ganham espaço no mercado atual devido à crescente difusão do street style e uma nostalgia generalizada.

Peças de estilo vintage tomaram as ruas e as passarelas e, agora, não apenas os millennials, inspirados pelos closets de seus pais e álbuns de família, optam pelos clássicos. A geração X, nascida 1961 e 1981, também busca esse resgate, apostando em ícones de um passado não muito distante.

Atentos a essas mudanças no segmento, os dirigentes da marca norte-americana perceberam que os modelos retrô têm tanta saída quanto os calçados de alta performance, o que incentivou a label a se jogar nas possibilidades que o momento proporciona, brincando com collabs e modernizando ainda mais os tênis brancos com solado de borracha.

Vem comigo saber mais!

 

Depois de tentar uma colaboração com Beyoncé, anunciar uma parceria com a Pyer Moss, investir em um tênis dedicado à prática de crossfit e relançar o modelo Aztrek, a etiqueta do grupo Adidas agora apresenta uma versão conceitual do Sole Fury em parceira com a Kanghyuk, marca sul-coreana especializada em reaproveitamento de airbags.

O Kanghyuk x Reebok é o último tênis da série Advanced Concepts, focada em peças feitas à mão produzidas em pequenas quantidades. Para se ter uma ideia, apenas 27 pares do modelo foram criados.

Concebidos por meio do upcycling de airbags, organizados irregularmente na parte superior do acessório, os calçados ganharam um design individualizado, com a pegada rústica característica do trabalho da Kanghyuk. Cadarços dinâmicos e uma língua alongada finalizam o item, permitindo um ajuste perfeito no pé.

Divulgação/Reebok
Kanghyuk X Reebok

 

Divulgação/Reebok
Imagem mostra diferenças entre cada peça

 

Kanghyuk Choi e Sanglak Shon, fundadores da iniciativa sul-coreana, pensaram o produto de acordo com as técnicas usadas em sua coleção de prêt-à-porter. Formado por três camadas, o sneaker recebeu uma base mais espessa, com um recorte inteiriço no meio e finalização a laser.

Na parte que fica à mostra, costuras vermelhas são responsáveis por salientar a assinatura da marca sustentável, enquanto números de série dão o carácter exclusivo às peças. Em alguns tênis, 15 airbags foram usados para chegar ao resultado final.

Reprodução/Instagram/@_kanghyuk
Kanghyuk trabalha com reaproveitamento de airbags

 

Reprodução/Instagram/@_kanghyuk
Jaqueta feita pelo projeto

 

Concentrada em poucas praças, a série Advanced Concepts chega com exclusividade a Xangai, Tóquio e Los Angeles (LA). No caso do Kanghyuk x Reebok, a primeira loja a receber a novidade será a H. Lorenzo, em LA. O endereço, especializado em peças-conceito, receberá nove exemplares do calçado e uma instalação. Cada par custará US$ 340.

O restante dos sneakers será lançado, em junho, nas multimarcas londrinas Boon the Shop e Machine-A, bem como na Leclaireur e no Trading Museum Comme des Garçons, em Paris.

Divulgação/Reebok
Reebok já havia investido em parceria com a Pyer Moss

 

Divulgação/Reebok
Empresa relançou o Aztrek, tendo Gigi Hadid como embaixadora

 

Divulgação/Reebok
Calçado desenvolvido para a prática de crossfit

 

 

Ao que tudo indica, a geração X está nostálgica e os millennials estão inspirados pela moda noventista.

Colaborou Danillo Costa

SOBRE O AUTOR
Ilca Maria Estevão

Formada em psicologia pela Universidade Georgetown, em Washington (EUA). É apaixonada por moda e acompanha toda movimentação no universo fashion.

Últimas notícias