Moda consciente: Malwee lança lavanderia e diminui o uso de água

O grupo Malwee aposta em lavanderia própria para reaproveitar até 98% da água utilizada

Divulgação/MalweeDivulgação/Malwee

atualizado 11/01/2020 16:26

Em meio às discussões sobre o mercado da moda e sustentabilidade, a produção de uma calça jeans gera polêmica. A peça exige cerca de 10 mil litros de água para atingir a lavagem ideal, sem levar em conta os tons mais claros, que exigem ainda mais lavagens. Para reverter esse quadro, uma empresa brasileira está desenvolvendo o que acredita ser a calça jeans mais sustentável criada em solo nacional. Recentemente, o grupo Malwee investiu R$ 5 milhões em uma lavanderia própria. 

Vem comigo saber mais sobre a nova estratégia sustentável!

Nesta nova década, o grupo considera fundamental a produção de um jeans mais sustentável. As operações começam a partir deste mês, com a reformulação da lavandeira da empresa. Na decisão estratégica do grupo catarinense, será atendida, inicialmente, apenas a Malwee e, depois, as demais marcas sob tutela da companhia. 

No intuito de alcançar essa meta e disponibilizar o jeans ao mercado, o grupo investiu em tecnologia para obter o maior reaproveitamento de água em circuito fechado. O nível de reuso pode chegar a significativos 98%.

A princípio, as etiquetas do grupo darão continuidade ao trabalho com matérias-primas importadas para a produção do jeans. O estado escolhido para receber a lavanderia foi Santa Catarina, com operação no parque industrial de Jaraguá do Sul, onde a matriz do grupo atua desde 1968.

Divulgação/Malwee
O vestido midi faz parte da última linha sustentável da label

 

Divulgação/Malwee
T-shirt modelo slim confeccionada em malha mesclada feita de garrafas PET

 

Divulgação/Malwee
Calça pantacourt confeccionada em viscose sustentável

 

Divulgação/Malwee
Bermuda em moletom com mescla produzida a partir de garrafas PET

 

Somando mais de 51 anos de trajetória, o grupo Malwee conquistou o título de uma das principais empresas do segmento têxtil do Brasil justamente por combinar moda com a sustentabilidade e investir em tecnologia. O mais recente resultado é a primeira coleção com o jeans lavado inteiramente.

Com lançamento previsto para março de 2020, a linha abraça a temporada de primavera/verão com o denim comercializado para o atacado. O start da coleção teve início na Espanha, onde as primeiras peças-pilotos foram desenvolvidas para o veraneio.

No mesmo período, a equipe da Malwee foi conhecer e aprimorar técnicas nos laboratórios da Jeanologia por 20 dias.  

Divulgação/Malwee
Calça slim da campanha Malwee Moda do Bem, com lavagem estonada

 

Divulgação/Malwee
Da mesma campanha, o modelo clochard produzido a partir de garrafas PET

Otimista, a Malwee continua os estudos, projetos e investimentos para aprimorar ainda mais a economia de água e demais medidas que não prejudicam o meio ambiente.

Ainda em 2020, precisamente no segundo semestre, a empresa espera tirar outros dois esboços do papel: lavar uma calça jeans com apenas um copo de água durante o processo realizado na lavanderia e desenvolver peças customizáveis no e-commerce com novos tons de lavagens e cortes a laser. 

Colaborou Sabrina Pessoa      

SOBRE O AUTOR
Ilca Maria Estevão

Bacharel em psicologia pela Universidade Georgetown, em Washington D.C. (EUA). É a colunista de moda do Metrópoles e acompanha a movimentação na indústria fashion nacional e internacional. Além da curadoria de Ilca, o espaço tem a colaboração dos repórteres Rebeca Ligabue, Hebert Madeira, Danillo Costa e Sabrina Pessoa. Após passar por rigoroso processo de pesquisa, apuração e troca de ideias, as matérias são publicadas diariamente às 5h30, às 12h e às 15:30h. Às terças, quintas e aos domingos, o primeiro texto postado na coluna é uma reportagem especial.

Últimas notícias