Michael Kors X Ian Schrager: entenda a nova treta da moda

O Studio 54, clube que revolucionou a cena noturna nova-iorquina entre 1977 e 1986, ainda hoje é reverenciado por seus frequentadores, como os estilistas Tom Ford e Michael Kors. Este último, inclusive, se inspirou na casa para compor sua coleção de outono/inverno 2020, desfilada na semana de moda de Nova York, em fevereiro. O trabalho, lançado na multimarcas de luxo Bergdorf Goodman nesta semana, rendeu até mesmo uma matéria na revista Interview, onde Kors relata algumas histórias que viveu no local. No entanto, um dos criadores do estabelecimento, Ian Schrager, garante que o designer nunca pisou os pés no Studio e estaria se apropriando da cena.

Vem saber mais sobre essa confusão comigo!

Os anos 1970 ressurgiram com força na temporada de primavera/verão 2020, mas antes disso, em fevereiro, o estilista Michael Kors já havia incorporado o estilo em sua coleção de outono/inverno, apresentada na New York Fashion Week.

Entre as produções, algumas peças reviveram os visuais típicos do Studio 54, com direto à logo do local estampada em vários looks. “Quando me mudei para Nova York, a cidade era nojenta. Tínhamos assassinos à solta e lixo nas ruas, mas quando você entrava no Studio 54 estava neste lugar mágico. Acho que precisamos de um pouco disso agora. Precisamos de alegria e glamour, pois estamos todos sobrecarregados com nossos telefones”, disse ao WWD sobre sua inspiração.

Michael Kors reviveu o Studio 54 em sua passarela de outono/inverno 2020

 

Glamour da noite nova-iorquina foi retratado por meio de brilhos e plumas

 

A assimetria deu modernidade às criações

 

Beleza do show também foi fiel ao estilo

 

Slipper dress finalizado com plumas

 

Casacos em fake fur finalizaram franjas

 

Macacão setentista usado por Camila Coelho, agora na passarela

 

A logo da casa noturna surgiu em vestidos…

 

…camisetas…

 

… e bolsas

 

Segundo o designer, ele decidiu apostar nesta inspiração porque “precisamos de alegria e glamour”

 

A coleção movimentou o mundo da moda. Enquanto a multimarcas de luxo Bergdorf Goodman dedicou suas vitrines à chegada do compilado, com direito a uma superfesta de lançamento, a revista Interview incluiu uma entrevista com Kors em sua edição comemorativa de 50 anos.

Vitrines da Bergdorf Goodman exibem coleção inspirada no Studio 54

 

Peças com mood setentista são destaque na multimarcas de luxo

 

Loja recebeu coleção em primeira mão

 

Para marcar a chegada do trabalho, a Bergdorf Goodman fez uma festa nesta semana

 

As influencers Camila Coelho e Tina Leung marcaram presença

 

À publicação, o estilista lamentou como a energia que ele sentia no Studio parece perdida na sociedade moderna e relembrou algumas memórias vivida no local. “Todo mundo estava fazendo sexo na varanda. As pessoas estavam tão empolgadas que caiam da escada e iam direto para a pista de dança, sem ao menos se dar conta de que haviam rolado dois lances”, disse ao periódico.

Contudo, quando a Interview publicou a história em Instagram, nesta semana, um dos fundadores do Studio 54, Ian Schrager, questionou a veracidade do depoimento por meio do perfil de sua rede de hotéis. “Não acredito que Michael Kors tenha ido ao Studio 54. Eu, certamente, não me lembro dele por lá. Isso nada mais é do que uma exploração óbvia de uma pessoa que não têm nada a ver com o lugar ou sabe do que se tratava”, comentou na rede social.

Em post feito pela Interview, Ian retrucou depoimentos de Michael Kors

 

Revista fez editorial com peças do compilado

 

Estilo setentista foi reproduzido em grande estilo

 

Modelos incorporaram a alegria do clube de Manhattan

 

Ao Page Six, Michael explicou que nunca conheceu Schrager porque ele era apenas um estudante quando frequentou a casa noturna. “Comecei a ir ao Studio 54 durante o verão de 1977, como um garoto suburbano de Long Island. Continuei a ir quando me mudei para Manhattan, enquanto estudante da FIT. Eu e meus amigos não éramos celebridades. Nunca estivemos em uma sala VIP ou esbarramos com Ian ou Steve”, relatou.

Ainda no site americano, outras pessoas endossaram o posicionamento de Kors. O psiquiatra Robert Dupont, amigo pessoal de Andy Warhol, afirmou que o estilista realmente esteve no clube. “Lembro que, em 1979, Michael me ajudou a colocar Rupert Jasen Smith em um táxi. Ian pode não ter o encontrado porque haviam 2 mil pessoas por noite e ele era apenas mais um estudante no clube. Mas há fotos de Warhol onde ele aparece”, garantiu.

Estilista rebateu críticas, afirmando que era apenas um estudante quando frequentou o clube

 

Um antigo colega de classe de Kors, Jesse Nash, também corroborou a versão do designer. “Ele está dizendo a verdade. Nós éramos do ensino médio e adorávamos dançar no Studio 54. Foi uma grande parte do nosso cenário social”, afirmou ao Page Six.

Ainda que Michael Kors não tivesse frequentado o Studio 54, não há problema algum em se inspirar em uma boate que, ainda hoje, é referência na cena noturna nova-iorquina. Ian não detém mais os direitos sobre a marca, hoje do grupo MGM. Se a empresa liberou o uso da logo, não há mais nada a ser dito.

A postura de Schrager, infelizmente, soa como ressentimento. Ele, provavelmente, acredita que o dono da Capri Holdings deveria ter o consultado sobre seu novo trabalho ou, pelo menos, o convidado para a festa de lançamento.

Colaborou Danillo Costa

Ilca Maria Estevão

Bacharel em psicologia pela Universidade Georgetown, em Washington D.C. (EUA). É apaixonada por moda e acompanha toda movimentação no universo fashion.

Últimas notícias

Galvão deu entrada em hospital de Lima após sofrer infarto

De acordo com a nota oficial divulgada pelo Grupo Globo, os médicos do hospital informaram que Galvão está consciente e…

2 minutos passados

Corpo de vigilante esquartejado será sepultado nesta sexta-feira

Família publicou comunicado sobre sepultamento em grupo do WhatsApp. Cabeça de Marco Aurélio Rodrigues de Almeida não foi localizada

23 minutos passados

Senador Kajuru recebe alta da UTI, mas segue internado

Senador por Goiás está internado desde terça, quando teve uma convulsão no plenário do Senado e foi levado com urgência…

30 minutos passados

Ônibus com torcida do Flamengo é liberado no Chile após “dança”

Os flamenguistas tiveram que negociar com os protestantes chilenos, deram comida e até carona antes de seguirem viagem ao Peru

33 minutos passados

Glamour Garcia mostra bastidores de casamento em A Dona do Pedaço

A personagem dela se casará com Abel no capítulo desta quinta-feira (21/11/2019)

36 minutos passados

Presidente municipal do PSol em Xapuri é assassinado

O presidente nacional do partido exige uma resposta. Vítima também era seringueira, como Chico Mendes, assassinado na cidade em 1988

36 minutos passados