Marc Jacobs leva drama e fantasia para a Semana de Moda de Nova York

Com mais de uma hora de atraso, o desfile foi resumido em extravagância, cheio de roupas armadas, babados e misturas curiosas

Getty ImagesGetty Images

atualizado 13/09/2018 16:04

O desfile de Marc Jacobs, responsável por encerrar o calendário oficial da Semana de Moda em Nova York, pode ser resumido em uma palavra: extravagância. De um lado, anos 1960 e, do outro, um resgate dramático do romantismo. Saias armadas e cheias de babados; golas vitorianas misturadas à amarrações com maxiflores e voilettes; poá; vestidos exagerados; e plumas coloridas que transformavam as modelos em aves. Vale destacar: o excesso passou do limite e levou até roupas no “estilo Coringa” à passarela da coleção de primavera/verão 2019.

Gostei muito das meias, saias mullet, da vibe sessentista e do mix de cores entre o rosa e o laranja. De resto, senti que estava sobrecarregado, performático e sem novidade. A pegada vintage era evidente, no entanto, o estilista carregou na mistura e perdeu a elegância.

Vem comigo conferir!


A apresentação, no Park Avenue Armory do Upper East Side, trouxe roupas armadas, e as cores vibrantes apareceram em modelagem oversized, sem falar das aplicações enormes que lembram os anos 1980. As ombreiras completaram parte dos looks. Na paleta, combinações de laranja e tons de rosa.

Anos 1960

Getty Images
Casaco longo que cobre a primeira camada de roupa. Corte, gola e botões remetem à década de 1960. Sem falar no penteado colmeia e o fecho da bolsa

 

Getty Images
Algo é mais anos 1960 do que vestido de bolinhas?

 

Getty Images
A jaqueta, a blusa de twed, o verde claro e a cintura marcada também são característicos da época

 

Getty Images
Gerber com capa de chuva amarela. A pegada sessentista é inegável. Além do lenço na cabeça e do corte trapézio da capa, o ar vintage da bolsa também remete à época

 

The Joker (o Coringa) 

Getty Images
A mistura de cores é interessante, mas o estilo tem um tom circense

 

Getty Images
O Chapeleiro Louco, de Alice no País das Maravilhas, parece ter inspirado Marc Jacobs

 

Getty Images
O look poderia ser facilmente usado por um personagem de quadrinhos

 

Golas dramáticas e voilettes 

Getty Images
O volume da gola vitoriana é muito exagerado, apesar da neutralidade da cor. A produção fica ainda mais carregada devido ao acessório na cabeça: o voilette

 

Getty Images
Gola vitoriana com pegada maxi, poá e véu no rosto

 

Getty Images
Amei! O babado aparece na gola e nas mangas. O look é clean e o excesso de volume não pesa na produção

 

Getty Images
Quando a pegada é mais clean, o tule traz romantismo e elegância, sem exageros

 

Getty Images
Marc Jacobs reinventou a gola vitoriana com exagero

 

Getty Images
Aqui, o twed contrasta a transparência da blusa, mas a produção é sobrecarregada e a gola parece estar sobrando

 

Rosa e laranja

Getty Images
O vestido rosa aparece com cauda e fundo laranjas. A fenda é charmosa

 

Getty Images
Neste look, o rosa recebe manchas alaranjadas em tie-dye e plumas coloridas

 

Getty Images
As plumas amarelas com toques alaranjados são complementadas com a sutileza do rosa no modelo extravagante e volumoso

 

Excessos

Getty Images
Embora seja monocromática, a peça tem um ar pesado, sobrecarregando no volume e nos babados

 

Getty Images
O volume ganha estampa em xadrez e mangas ainda mais bufantes

 

Getty Images
Além dos babados que começam na gola, o vestido tem plumas coloridas na barra e na gola

 

Getty Images
Lindo e chique, apesar de ser completamente em babados. Adorei as luvas!

 

Getty Images
São tantas camadas de babado que o vestido fica ainda mais carregado com a maxiflor aplicada

 

Getty Images
O vestido é dramático

 

Maxirosas

Getty Images
O look é lindo e, na cintura, traz uma amarração com maxirosa

 

Getty Images
Aqui, em uma produção menos minimalista, a rosa pesa

 

Getty Images
Maxirosa aplicada. Adorei o look. Gostei da mistura entre o azul-claro e o amarelo. Tem ainda a pegada sexy do slip dress que aparece discretamente

 

Getty Images
A peça é acinturada e recebe aplicação floral bastante exagerada

 

Getty Images
Rosa vermelha é um clichê, mas, na cintura, ficou extravagante

 

O desfile começou com 90 minutos de atraso. Para complementar a pegada performática, 37 das 54 modelos tingiram os cabelos em nuances de pastel. Enquanto nas demais passarelas vimos surgir a combinação entre o rosa e o vermelho, Marc Jacobs trouxe uma nova mistura: com o rosa e o laranja. Além disso, considerando o tamanho das flores, a primavera terá muitas rosas!

Para outras dicas e novidades sobre o mundo da moda, não deixe de visitar o meu Instagram. Até a próxima!

Colaborou Rebeca Ligabue

SOBRE O AUTOR
Ilca Maria Estevão

Formada em psicologia pela Universidade Georgetown, em Washington (EUA). É apaixonada por moda e acompanha toda movimentação no universo fashion.

Últimas notícias