Ícone fashion: exposição permanente reúne looks de Iris Apfel

A mostra no Peabody Essex Museum, nos Estados Unidos, também vai reunir looks do marido da designer, que morreu há quatro anos, Carl Apfel

Divulgação/Iris Apfel siteDivulgação/Iris Apfel site

atualizado 11/08/2019 6:25

Iris Apfel é uma das personalidades mais conhecidas e admiradas na moda. Aos 97 anos, ela construiu um legado cheio de autenticidade, estilo e talento. No mês que vem, o Peabody Essex Museum, em Massachusetts, nos Estados Unidos (EUA), vai inaugurar uma galeria em homenagem à empresária. Além de looks dela, a exposição permanente vai receber peças do marido da designer, falecido em 2015, Carl Apfel.

Vem comigo!

 

A Galeria Iris e Carl Apfel será aberta em 28 de setembro. De acordo com o WWD, o espaço faz parte de uma ala de US$ 150 milhões que foi projetada pela Ennead Architects, de Nova York.

O acervo será composto por mais de 90 looks completos de Iris e Carl, além de cerca de 1 mil acessórios da fashionista. Quatro dias antes da abertura, a designer vai participar de uma festa de gala para celebrar a mostra. Os convidados terão acesso a uma prévia de 15 outfis doados pela norte-americana.

 Cindy Ord/Getty Images
Carl e Iris formavam um dos casais mais conhecidos do mundo da moda

 

Daniel Zuchnik/WireImage
Aos 97 anos, Iris Apfel é ícone fashion

 

Marc Piasecki/GC Image/via Getty Images
A mostra no Peabody Essex Museum contempla 90 visuais completos

 

SHAUN MADER/Patrick McMullan via Getty Images
Alguns itens de Carl Apfel também serão expostos. Ele morreu em 2015

 

Brad Barket/Getty Images
Os looks foram doados por Iris para a galeria permanente

 

Ben Gabbe/Getty Images
Variedade de cores e texturas é certeza na exposição

 

Neste mês, Iris Apfel completará 98 anos. Ela nasceu em Nova York e casou-se com Carl em 1948. Apaixonados por decoração, o casal viajava o mundo em busca de relíquias.

Juntos, fundaram a Old World Weavers, empresa de fabricação de têxteis especializada na reprodução de tecidos antigos. A clientela do negócio inclui personalidades como Greta Garbo, Estée Lauder, Montgomery Clift e Joan Rivers. Eles também atuaram na decoração da Casa Branca durante o mandato de nove presidentes.

O contato com tecidos fez com que Iris também se apaixonasse pelo universo fashion. Ao longo dos anos, além de empresária, tornou-se designer de interiores e de moda.

As roupas de Iris Apfel sempre chamaram atenção. Ela aposta em composições extravagantes. Não economiza em cores e texturas. Como lema, tem a frase: “É melhor estar feliz do que bem-vestido”.

Em 2005, de última hora e como plano B do curador, ela foi tema de uma exposição no Metropolitan Museum de Nova York que recebeu mais de 150 mil visitantes. Desde então, a fama da norte-americana só aumentou.

A história de Iris já foi registrada em documentário por Ari Seth Cohen, lançado pela Netflix em 2015. No filme, ela declara ter sido uma das primeiras mulheres a usar calças jeans, em 1940. No ano passado, lançou o livro Iris Apfel – Accidental Icon, que reúne reflexões da designer, além de cerca de 180 fotos e ilustrações.

Reprodução/Christie’s Magazine/ Instagram /@iris.apfel
Iris Apfel é quase centenária, mas acredita que “vestir-se de acordo com a idade é uma grande idiotice”

 

Reprodução/Instagram/@iris.apfel
Ela é autêntica, extrovertida e fashionista

 

Divulgação/Iris Apfel site
Livro Iris Apfel – Accidental Icon

 

Divulgação/Iris Apfel site
Iris Apfel já ganhou até uma versão própria da boneca Barbie

 

Iris Apfel também foi homenageada no Brasil. Em 2019, a atriz Nathalia Timberg estrelou um monólogo inspirado na trajetória da norte-americana. Dirigida por Maria Maya, a peça de teatro começou em São Paulo e passou por outras cidades do país.

 

Colaborou Rebeca Ligabue

SOBRE O AUTOR
Ilca Maria Estevão

Bacharel em psicologia pela Universidade Georgetown, em Washington D.C. (EUA). É apaixonada por moda e acompanha toda movimentação no universo fashion.

Últimas notícias