">
*
 
 

Alexander Wang
O estilista Alexander Wang lançou sua coleção primavera verão 2018 de forma improvisada, aberta ao público e ao ar livre nesse sábado (9/9). O ex-diretor criativo da marca Balenciaga armou um ônibus-balada cheio de celebridades intitulado #WANGFEST para fazer alusão ao tema do desfile: “Party Girl”.

Uma a uma das tops desembarcaram do ônibus no Brooklyn, em Nova York, vestindo looks da coleção cheia de sobreposições, renda, couro e amarrações. A concepção teve uma pegada punk/grunge e um toque de minimalismo. Bella Hadid e Kendall Jenner são algumas das celebs que desfilaram para Wang.

Kaya Gerber, filha da top model Cindy Crawford, abriu a apresentação usando um minivestido branco.  Em seguida desceram Suki Waterhouse, Alice Dellal, Natalie Westling, Selena Forrest, Cat McNeil, Hanne Gaby Odiele e Candice Swanepoel, terminando com Anna Ewers em um lindo vestido champanhe.

Desde os corpetes e bustiês de couro até os vestidos justos ao corpo complementados por meia-arrastão, a coleção tinha mesmo a cara de uma boa noitada. Wang caprichou na sobreposição de luxo com jeans, apresentou versões curtas de trench coats e trouxe muita manga extra para as passarelas.

Casaco de alfaiataria no estilo do clássico da Chanel composto por jeans baggie rasgado, correntes, corpete e couro, deram o toque punk-chic à coleção.

Instagram/Reprodução Instagram/Reprodução

O desfile contou com tons monocromáticos, toque esportivo, além de camisetas confortáveis e oversized — que são a cara da marca. Além disso, casacos-camisola, jeans rasgado e algumas peças da Adidas (marca com a qual Wang tem uma colaboração) também estiveram presentes, bem como uma mistura de tecidos nas camisetas e moletons onde regatas de seda no estilo baby doll estavam costuradas nas peças.

Os acessórios principais incluíam bolsas e pochetes em couro com franjas. Fiel à mistura do clássico com o rock, o skinny jeans tinha uma das pernas cobertas por tachas. Isso sem falar nas pulseiras e gargantilhas que pareciam pulseiras de relógio.

Eu particularmente amei a coleção primavera/verão 2018 do Alexander Wang por vários motivos.

Vem comigo.

  1. – Wang usa e abusa das meias-arrastão colocando-as como acessório em quase todos os looks da passarela. Eu amo meia-arrastão e uso das mais diversas maneiras. Acho que a peça dá um toque edge para qualquer combinação.
  2. – Adorei o estilo punk-chic nas peças de renda sobrepostas por corpetes de couro, além de um bustiê também em couro.
  3. – Curti também as calças de couro que pareciam estar sobrepostas por shorts jeans, mas na verdade são uma peça única. Vestidos de festa sobre a calça jeans, além do verde militar misturado com essas peças, deram ainda mais a vibe punk chic para a coleção.

Entre as celebridades que se deslocaram até o Brooklyn para o desfile de Alexander Wang, estavam Kim Kardashian, sua mãe Kris Jenner, Nicola Peltz, Anwar Hadid e Natasha Poly, entre outras.

Philipp Plein
Estrelas da música e modelos disputaram a atenção no desfile de Philipp Plein. O estilista deu uma palavra e Dita Von Teese fez uma de suas performances burlescas. A primeira fila contou com a presença de Nicki Minaj e outros famosos presentes incluíam a banda Fifth Harmony, além de Yo Gotti.

Apesar do disputado e inusitado desfile de Alexander Wang, a apresentação de Philipp Plein foi também concorrida. O estilista mostrou muita criatividade na passarela.

O Plein começou a sua carreira como designer de móveis. Com as sobras de couros exóticos de seu mobiliário, ele começou a criar bolsas e acessórios. Não demorou muito para que o designer criasse a sua própria marca prêt-à-porter e fizesse sucesso no mundo da moda.

No desfile do último sábado (9/9), Philipp apresentou suas peças em uma coleção intitulada “Good Gone Bad” (o bom que virou mau).

O desfile tinha uma pegada de contos de fadas com um toque de fetiche. Estampas de Cinderela em suas camisetas e minivestidos retratavam a personagem infantil com a boca e os braços amarrados. Além disso, modelos com longas tranças adornadas com flores faziam lembrar a célebre Rapunzel.

Os looks vinham acompanhados de saias em couro que pareciam jaulas de tortura dos tempos medievais. Sem falar nas gargantilhas em couro e nas camisetas escrito “Plein girls” (Garotas do Plein). A coleção também contou com bolsas e peças em jeans bordadas com pássaros e personagens de desenhos.

 JP Yim/Getty Images For NYFW: The Shows  JP Yim/Getty Images For NYFW: The Shows  JP Yim/Getty Images For NYFW: The Shows

Dos looks da passarela algumas tendências se destacaram. Sapato scarpin com tachas pontudas usados com meias finas 3/4 e com babados nas cores preto e branco — que muito me lembravam o meu modelo Louboutin.

Camiseta longa, shirt dresses e correntes. Homens de tênis cano alto e mulheres de scarpin. Muito branco nas roupas masculinas contrastando ainda mais com o lado dark dos looks femininos. A top Nadine Leopold desfilou com a mais maravilhosa saia de contos de fadas. As tachas pontudas estavam por toda parte: nos tênis masculinos, nos sapatos, nas bolsas e até mesmo nas jaquetas. Peças totalmente usáveis, esportivas e divertidas.

O elenco de passarela incluiu desde Teyana Taylor, Kinoshita Manama, Rae Sremmurd, Matthew Noszka e a brasileira Adriana Lima.

Penso que a princesa amordaçada e a alusão às gaiolas de tortura da época medieval podem gerar controvérsias. Dito isso, achei a apresentação bem interessante. Um dos macacões de veludo molhado foi o modelo eleito por Taylor Swift para o seu mais novo videoclipe “Look What You Made Me Do”.

Sinto que essa temporada vem aí com uma pegada bem rock n roll.

 

 JP Yim/Getty Images For NYFW: The Shows  JP Yim/Getty Images For NYFW: The Shows  JP Yim/Getty Images For NYFW: The Shows  JP Yim/Getty Images For NYFW: The Shows

Victoria Beckham
Poder, elegância e conforto dominaram a passarela da coleção de Victoria Beckman, ex-spice girl. Com muita transparência, vários tons pasteis, xadrez, peças oversized, saias-lápis e sobreposições, a estilista mostrou que é possível ser feminina e minimalista. A delicadeza pode ser forte. O chique pode ser confortável e scarpins em toda e qualquer cor, são sempre muito sexy.

Saias de diversos estilos mantiveram o elegante comprimento abaixo do joelho. Calças slim com blazers quadrados, golas com babados — tudo fez o mix de conforto com classe. Leveza define bem o sentimento como um todo. As peças não muito justas se misturavam ao slim e ao slouch—estilo “largadão”.

O conservadorismo no comprimento das saias era rebatido pela transparência nas peças além de brilho nos sapatos em tons lilás, azul claro, verde e prateado. Algumas das modelos usavam tornozeleira com pingentes como acessório, dando um toque despojado e ousado para a passarela. Saias de alfaiataria usadas com camisas e blazers além de minivestidos sobrepostos por saias inteiramente transparentes deram leveza e charme para a passarela. A coleção está feminina, leve e divertida.

Sentados na primeira fileira David Beckham e o filho do casal, Brooklyn, prestigiaram a estilista.

JP Yim/Getty Images JP Yim/Getty Images JP Yim/Getty Images JP Yim/Getty Images JP Yim/Getty Images JP Yim/Getty Images
modaNYFWAlexander WangVictoria BeckhamPhilipp Plein
 


COMENTE

Ler mais do blog