Estilista italiano apresenta nova direção para a moda masculina

As roupas da coleção sintetizam a elegância do homem italiano, mas Stefano Pilati instiga uma reflexão sobre os códigos do meanswear

Vanni Bassetti/Pitti UomoVanni Bassetti/Pitti Uomo

atualizado 14/01/2020 12:28

As principais tendências masculinas para a próxima temporada já começaram a ser apresentadas na semana de moda masculina de Londres. Para dar sequência ao calendário fashion e ditar o mood do outono/inverno 2020 para esse público, os desfiles tiveram continuidade em Florença, na Itália. Stefano Pilati se destacou durante a 97ª edição da Pitti Uomo e quebrou paradigmas.    

Vem comigo saber mais sobre os novos passos do meanswear

Foi-se o tempo em que as semanas de moda masculina ditavam tendências com imagens estereotipadas do homem moderno, elencando peças-chave quase obrigatórias para o gênero. 

Com cada vez mais frequência, roupas do vestuário masculino transitam com facilidade para o armário feminino. 

Além disso, as principais grifes internacionais começam a incluir mulheres no casting da semana de moda masculina. Outro passo importante na queda de estereótipos foram as coleções com itens genderless, ou sem gênero.

O toque feminino nas passarelas de menswear é resultado, também, do comportamento dos consumidores e discursos que a moda passou a abraçar. 

Quem está fazendo história com o pé na contemporaneidade é o estilista Stefano Pilati, que comanda a grife Random Identities. O projeto do criativo italiano riscou as passarelas em Florença, na quinta-feira (09/10/2020), como convidado especial da Pitti Uomo, que mostra semestralmente os principais lançamentos da moda masculina para o mundo. 

 

Giovanni Giannoni/Pitti Uomo
Sutiã de corrente foi um dos acessórios mais comentados da linha

 

Giovanni Giannoni/Pitti Uomo
A transparência e a alfaiataria foram os destaques da passarela

 

Giovanni Giannoni/Pitti Uomo
Pilati acentuou a silhueta para o outono/inverno 2020

Além da alfaiataria com cortes impecáveis combinada a salto alto, ele ousou, ainda, com acessórios provocativos, como um sutiã de metal sobre camisa social branca. A imagem de estilo elegante é equilibrada pela cartela de cor da coleção, que abrange tons monocromáticos.  

Inspirado em peças elencadas pelos amigos de Berlim para aproveitar a noite nos clubes da cidade, o diretor criativo lança a coleção com um visual que equilibra a sexualidade e o glamour das refinadas peças sem gênero. 

Giovanni Giannoni/Pitti Uomo
Com casting diverso, os modelos desfilaram com atitude e exalaram o conceito da linha

 

Giovanni Giannoni/Pitti Uomo
A estampa militar pontuou algumas peças da linha

 

Giovanni Giannoni/Pitti Uomo
Acessórios metalizados abrilhantaram os looks, como o body chain

 

Giovanni Giannoni/Pitti Uomo
Peças oversized acentuaram a silhueta proposta pelo estilista

Pilati experimenta novos códigos desde que lançou o projeto, em 2017, para realmente trazer mudanças ao setor, alterar o ponto de vista sobre o mercado e instigar novos olhares. 

Com essa expertise, o multitasking trabalhou como assistente na Tom Ford, acumulou experiência de dois anos na Miu Miu e, em 2012, deixou o cargo de diretor criativo na Yves Saint Laurent.

Unindo a experiência das grandes labels com a excelência na execução das peças, Pilati expressa sensibilidade, bom gosto e estilo refinado.

Giovanni Giannoni/Pitti Uomo
Blazer com detalhe preto no recorte da gola

 

Giovanni Giannoni/Pitti Uomo
O metalizado dos acessórios também aparece nos zíperes das roupas

 

Giovanni Giannoni/Pitti Uomo
O queridinho bucket hat é item confirmado para a próxima estação

 

Giovanni Giannoni/Pitti Uomo
A elegância do estilo italiano recebe proporções over

“Eu amo moda porque aprendi o significado. Ela tem um senso atávico de inferioridade em relação às outras formas de arte ou expressão artística, simplesmente por que pode ser lida como supérflua. Estou ciente do fato de que ‘alguém’ pode viver muito bem sem ela”, contou Stefano Pilati em entrevista ao e-commerce Ssense. 

A imagem de moda de Pilati gera uma reflexão conceitual sobre o setor. Com peças de qualidade e design acentuado, a coleção ready to wear chega ao mercado a preços acessíveis.

Giovanni Giannoni/Pitti Uomo
As peças foram desenhadas para o público genderless

 

Giovanni Giannoni/Pitti Uomo
Ternos foram usados com botas de salto alto

 

Giovanni Giannoni/Pitti Uomo
Macaquinho com corte preciso e estampa gráfica

 

Giovanni Giannoni/Pitti Uomo
Stefano Pilati deu toque fetichista à coleção

 

Giovanni Giannoni/Pitti Uomo
O estilista Stefano Pilati riscou as passarelas com o último look da coleção

O trabalho do diretor criativo também traduz o comportamento dos consumidores e aponta novos caminhos para a menswear em um contexto de mundo multifacetado e caótico, com diversos empasses políticos. 

Colaborou Sabrina Pessoa

SOBRE O AUTOR
Ilca Maria Estevão

Bacharel em psicologia pela Universidade Georgetown, em Washington D.C. (EUA). É apaixonada por moda e acompanha toda movimentação no universo fashion.

Últimas notícias