Conheça o Desapeguei Bonito, referência de brechó descolado em Brasília

Administrado por três sócias, o empreendimento tem e-commerce e, recentemente, ganhou um novo espaço físico na Asa Norte

atualizado 14/01/2021 11:29

Carol Rosignoli e Thais Tibery, do Desapeguei Bonito, trabalhando em uma mesa Desapeguei Bonito/Divulgação

Atualmente, um dos ramos mais promissores da moda é o de revendas. Se antes comprar peças de segunda mão podia ser motivo de constrangimento e até vergonha, hoje, dizer que garimpa em bazares se tornou algo cool. O fato é que, atualmente, os brechós são uma verdadeira tendência. Mesmo em meio à pandemia, o segmento só cresceu, principalmente entre os jovens consumidores. Entre os motivos que conquistam a geração Z, estão a vantagem de preços mais acessíveis, a exclusividade e a preocupação com o meio ambiente. Em Brasília, uma ótima opção para quem quer adquirir itens vintage e seminovos é o Desapeguei Bonito. Criado em 2015, o empreendimento é administrado por três sócias. Além do e-commerce, a label recentemente ganhou um novo espaço físico na Asa Norte.

Vem conhecer!

Giphy/@desapegueibonito/Instagram/Reprodução


Atualmente, o time do Desapeguei Bonito é formado por Ana Carolina Rosignoli, que também é estudante de administração;
Thais Tibery, fotógrafa; e a arquiteta Ana Paula Gonçalves.

“A Carol é responsável pela gestão administrativa, financeira, operacional e logística do brechó. Thais é responsável pela comunicação, marketing, fotografia, moda e ‘palhaçada’. E Ana Paula faz a gestão do e-commerce e o projeto arquitetônico da nova loja do DB”, contam as sócias, em entrevista à coluna, feita em conjunto, por escrito. “Hoje, esse time está completo e pronto para dominar não só Brasília, mas o mundo todo!”, comemoram.

O Desapeguei Bonito foi fundado em 2015. Começou apenas como uma página no Instagram. Por lá, Carol Rosignoli revendia peças para amigas e demais seguidoras. Fornecedoras foram surgindo e a demanda também aumentou. Em poucos meses, a plataforma passou a comercializar itens usados de influenciadoras de Brasília. Em 2017, foi lançada a primeira versão do site.

No ano seguinte, veio a necessidade de ter um ponto físico. “A decisão de ter o espaço físico do DB surgiu quando entendemos que o site e Instagram não traduziam completamente a ideia do que éramos: um brechó, de Brasília, com uma curadoria excelente, turbinado com opiniões sem pudor, bom humor e sorriso no rosto.”

Carol Rosignoli, do Desapeguei Bonito
Carol Rosignoli fundou o Desapeguei Bonito despretensiosamente, em 2015

 

Espaço de brechó
O DB é um brechó físico e digital

 

Thais Tibery, do Desapeguei Bonito
Thais Tibery entrou para o negócio em 2018

 

Ana Paula Gonçalves, do Desapeguei Bonito
Atualmente, a equipe também é formada por Ana Paula Gonçalves

 

Sócias do Desapeguei Bonito
Recentemente, o trio inaugurou um novo espaço na Asa Norte

 

Os compradores da capital têm a opção de receber o produto em casa ou retirar na loja física. Entre as opções, estão roupas, calçados e acessórios. As entregas do Desapeguei Bonito são feitas em todo o Brasil. “Logo, logo estaremos enviando desapego para Marte, por que não? Nossos drops semanais estão a todo vapor e as entregas também!”.

No fim do ano passado, as empreendedoras inauguraram um nova loja, na 702/703 Norte. No local, bem maior que o anterior, é gerenciada toda a operação física e on-line do negócio, além de dispor de um café.

O plano de mudar de espaço físico já era antigo e o foco era realizar essa mudança ainda em 2020. O nosso modelo de negócios pede um espaço amplo, com quantidade e variedade de produtos”, contam Carol, Thais e Ana Paula. “Ainda fazíamos questão de ter um espaço de convivência e drinks gostosos para receber nossa comunidade. Agora, temos tudo isso em um único lugar”, celebram.

Mais que um brechó

Além de ser um brechó descolado com curadoria especial, o Desapeguei Bonito também foi pensado para ser um espaço colaborativo. A ideia é dar visibilidade e estimular o consumo de produtos de etiquetas locais. “São marcas que conhecemos, consumimos e acreditamos de verdade”, explicam as fundadoras do DB.

Sabemos de todo custo que envolve ter um pequeno negócio. Muitas marcas não têm condição de ter seu próprio espaço físico, ou a logística de vendas on-line e entrega não é viável. Por isso, oferecemos um espaço para que essas marcas sejam vistas e notadas. Fora isso, fortalecemos nossa rede empreendedora também. Todo mundo crescendo junto!”

Sócias do Desapeguei Bonito

Entre os nomes que já passaram pelo projeto, estão as labels de moda Babalong e Loja Sal, assim como a marca de produtos naturais Academia das Plantas. O atual point da comunidade participativa ainda está em processo de organização.

A inauguração oficial está prevista para fevereiro. Serão cerca de 18 lugares de exposição. Marcas que têm interesse na collab podem entrar pelo e-mail [email protected]

Sócias do Desapeguei Bonito
O Desapeguei Bonito está crescendo cada vez mais

 

Look de brechó
As peças são atualizadas semanalmente

 

Espaço do Desapeguei Bonito
O atual ponto do DB começou a ser reformado em novembro de 2020. A abertura aconteceu em dezembro. “O maior desafio da reforma e mudança foi correr contra o tempo! Decidimos abrir uma nova loja, muito maior do que a que tínhamos antes, e com muito pouco tempo para inauguração”

 

Drink vermelho
No local, também há um café

 

Espaço do Desapeguei Bonito
Além disso, a inauguração do novo espaço colaborativo do DB acontecerá até fevereiro deste ano

 

Para completar as novidades, o Desapeguei Bonito também lançará em breve uma linha infantil. “O DBabies era também um projeto antigo que não tinha sido iniciado ainda, por falta de espaço na nossa antiga loja. Agora, temos um departamento inteiro de desapegos infantis, desde roupas a acessórios, sapatos e brinquedos”, explicam Carol, Thais e Ana Paula. “Nosso próximo passo é levar o DBabies para dentro da nossa plataforma de e-commerce também”, acrescentam.

Além de fomentar o movimento de consumo consciente em Brasília, as empreendedoras responsáveis pelo DB promovem frequentes ações sociais e colaboram com instituições e eventos de caridade. As doações ocorrem principalmente no fim do contrato de venda e consignação das fornecedoras. As peças que não são adquiridas podem ser encaminhadas diretamente para caridade.

Espaço de brechó
As sócias do Desapeguei Bonito doam os itens que não são vendidos para instituições sociais

 

Sócias do Desapeguei Bonito
Em meio à pandemia, o DB se reinventou e obteve o apoio da comunidade local

 

Bolsa brechó
Agora, o brechó está cheio de novidades

 

Look do Desapeguei Bonito
Vale a pena conferir!

 

Em meio à pandemia da Covid-19, o Desapeguei Bonito passou por um período de dificuldades, assim como diversas marcas, afetadas pela crise sanitária. “A decisão de fechar a loja do DB por conta do isolamento social aconteceu antes mesmo do decreto de fechamento do comércio. A gente entendeu que o cuidado e a responsabilidade com nossas funcionárias, seguidoras e famílias era o mais importante naquele momento”, lembram as idealizadoras da iniciativa.

Ao longo de 2020, Carol, Thais e Ana Paula também fizeram uma vaquinha virtual para conseguirem manter o empreendimento. “Passamos por esse momento sem faturamento. Apelidamos nossa vaquinha de Desesperei Bonito (risos). A gente gosta de manter o bom humor que já é característico do DB”, apontam. “Arrecadamos quase R$ 15 mil com a contribuição das nossas seguidoras e clientes fiéis, que fizeram questão de manter o DB vivo.”

Para os leitores da coluna Ilca Maria Estevão e do Metrópoles, o DB preparou um cupom exclusivo de desconto. Se tiver interesse, basta inserir “AMOBRECHO” na hora da compra. Aproveite!

 

Colaboraram Rebeca Ligabue e Sabrina Pessoa

Últimas notícias