Alfaiataria e modelagens amplas são destaque no 76º Festival de Veneza

O evento começou em 28 de agosto e segue até este sábado (07/09/2019), na Itália

Matteo Chinellato/NurPhoto via Getty Images

atualizado 06/09/2019 13:10

O 76º Festival de Cinema de Veneza se aproxima do fim. O evento, que começou na semana passada e vai até este sábado (07/09/2019), segue movimentando a Itália. Para comparecer tanto em sessões de gala quanto em photocalls de filmes, as celebridades escolheram looks especiais. As seleções deste ano englobam alfaiataria descolada, tomara que caia e modelagens amplas.

Vale espiar quem passou pelo tapete vermelho esbanjando estilo e reafirmando as últimas tendências. Vem comigo conferir!

 

Os looks de alfaiataria chamaram atenção durante a programação do Festival de Cinema de Veneza deste ano. O blazer apareceu em variados tamanhos e cortes.

As investidas no paletó feminino foram variadas: fechado com decote, aberto com top à mostra e até com gravata. A peça harmonizou conjuntinhos com calça e até biker shorts.

As opções pretas, por exemplo, foram selecionadas por Alessandra Mastronardi, Sofia Richie, Melissa Satta, Sofia Resing e Bárbara Paz. Na contramão, algumas personalidades preferiram ousar ainda mais pela paleta de tonalidades, como Adèle Exarchopoulos, de rosa, e Greta Ferro, de combinação cintilante em lilás.

Quem também brilhou em Veneza foi a modelo Candice Swanepoel. Antes da exibição do longa História de Um Casamento, ela surgiu no red carpet usando apenas uma camisa oversized listrada. Para completar, colocou um cinto com fivela grande.

Stefania D'Alessandro/WireImage/via Getty Images
Alessandra Mastronardi, de Brioni, na sessão de gala do filme J’Accuse (An Officer and a Spy)

 

Theo Wargo/Getty Images
Melissa Satta, de Manila Grace, na première de J’Accuse (An Officer and a Spy)

 

Daniele Venturelli/WireImage/via Getty Images
Sofia Resing vestindo Philosophy di Lorenzo Serafini

 

Daniele Venturelli/WireImage/via Getty Images
Sofia Richie de Twinset

 

Daniele Venturelli/WireImage/via Getty Images
Bárbara Paz na sessão do filme Martin Eden

 

Stefania D'Alessandro/WireImage/via Getty Images
Greta Ferro vestiu Armani na estreia de Coringa

 

Daniele Venturelli/WireImage/via Getty Images
Matilde Gioli de Armani

 

Elisabetta A. Villa/WireImage/via Getty Images
Candice Swanepoel de Etro

 

Stefania D'Alessandro/WireImage/via Getty Images
Adèle Exarchopoulos, de Jacquemus e Fenty, durante sessão de fotos do filme Revenir

 

Marilla Sicilia/Archivio Marilla Sicilia/Mondadori Portfolio via Getty Images
Monica Bellucci usou Dolce & Gabbana no photocall do filme Irreversível

 

Outra tendência no festival italiano foi a modelagem ampla. Itens largos levaram um toque de modernidade aos visuais, sem perder a elegância. Sienna Miller, por exemplo, caprichou com bordado brilhoso.

Peças mais soltas garantem movimento e fluidez. Meryl Streep e Sylvia Hoeks estão entre as convidadas que investiram no estilo e incrementaram com golas altas. Kasia Smutniak também apostou na amplitude, mas deixou o colo à mostra.

Marilla Sicilia/Archivio Marilla Sicilia/Mondadori Portfolio via Getty Images
Meryl Streep usou Givenchy na estreia de A Lavanderia

 

Stefania D'Alessandro/WireImage/via Getty Images
Sylvia Hoeks de Alberta Ferretti

 

Stefania D'Alessandro/WireImage/via Getty Images
Sienna Miller usou Gucci

 

Daniele Venturelli/WireImage/via Getty Images
Mariana di Girolamo na sessão de gala do filme Coringa

 

Stefania D'Alessandro/WireImage/via Getty Images
Zazie Beetz usou Valentino na première de Coringa

 

Daniele Venturelli/WireImage/via Getty Images
Iman, de Valentino, na cerimônia de abertura

 

Elisabetta Villa/Getty Images for Campari
Kasia Smutniak, de Valentino, em evento da Campari durante o Festival de Veneza

 

Em geral, tapetes vermelhos sempre reúnem outfits com o decote tomara que caia. Além de ser clássica, a estética mescla sofisticação e sensualidade.

Os vestidos sem alça foram a escolha de Cate Blanchett, Martha Hunt, Ruth Negga e Scarlett Johansson em diferentes dias. Gabrielle Caunesil e Paola Turani misturaram a ideia com a proposta dos mullets. Já as atrizes Laura Dern e Margaret Qualley preferiram o tomara que caia com saia rodada para participarem de photocalls.

Daniele Venturelli/WireImage/via Getty Images
Cate Blanchett, de Armani Privé, na estreia de Coringa

 

Marilla Sicilia/Archivio Marilla Sicilia/Mondadori Portfolio via Getty Images
Scarlett Johansson usou Celine na estreia de História de Um Casamento

 

tefania D'Alessandro/WireImage/via Getty Images
Ruth Negga usou Louis Vuitton para lançar Ad Astra

 

Elisabetta A. Villa/WireImage/via Getty Images
Elsa Hosk vestindo Etro

 

Pascal Le Segretain/Getty Images
Min Pechaya, de Etro, na sessão de gala de J’Accuse (An Officer and a Spy)

 

Elisabetta A. Villa/WireImage/via Getty Images
Paola Turani de Twinset

 

Ernesto Ruscio/Getty Images
Gabrielle Caunesil usou Rami Kadi

 

Ernesto Ruscio/Getty Images
Martha Hunt, de Alberta Ferretti, na abertura

 

Daniele Venturelli/WireImage/via Getty Images
Laura Dern, de Dior, no photocall de História de Um Casamento

 

Marilla Sicilia/Archivio Marilla Sicilia/Mondadori Portfolio via Getty Images
Margaret Qualley, de Dior, no photocall de Seberg

 

O Festival de Cinema de Veneza de 2019 engloba diversos filmes, como: História de Um Casamento, de Noah Baumbach; Ad Astra, dirigido por James Gray; e About Endlessness, de Roy Andersson. Entre as produções ovacionadas no evento está o esperado Coringa, do diretor Todd Phillips.

A seleção inclui ainda títulos da Netflix, como: História de Um Casamento, de Noah Baumbach; The King, de David Michôd; e A Lavanderia, de Steven Soderbergh. Também está na lista oficial o longa Wasp Network, com participação do ator Wagner Moura.

A brasileira Bárbara Paz foi ao Festival de Veneza para apresentar o documentário Babenco – Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou, que dirigiu e escreveu. O longa conta os últimos anos de vida do ex-marido, o cineasta Héctor Babenco. No tapete vermelho da première de Martin Eden, ela aproveitou para protestar contra as queimadas e o desmatamento nas florestas brasileiras. Bárbara segurou um cartaz escrito “I am Amazonia” – “Eu sou Amazônia”, em tradução literal.

 

Colaborou Rebeca Ligabue

Últimas notícias