Seminário sobre Constituição Federal terá apenas palestrantes mulheres

O encontro, em 12 de novembro, reunirá advogadas de expressão do meio jurídico para discutir avanços e desafios nos últimos 30 anos

JP Rodrigues/ MetrópolesJP Rodrigues/ Metrópoles

atualizado 02/11/2018 11:11

Organizado pela associação Elas Pedem Vista, o Seminário “30 anos da Constituição de 1988: um olhar sobre os direitos das mulheres” reunirá advogadas de expressão em diversas áreas no próximo dia 12 de novembro.

O objetivo do encontro é discutir os direitos das mulheres desde a promulgação da Carta Magna e refletir sobre avanços e desafios enfrentados nesse período. “Teremos só mulheres palestrando,  pois queremos garantir espaço para discutir e pensar a questão dos nossos direitos”, explicou a vice-presidente do Elas Pedem Vista, Cristina Maria Neves.

Para estimular a produção acadêmica sobre o assunto, o seminário abrigará o primeiro Prêmio Elas Pedem Vista. A disputa, em homenagem à professora da Faculdade de Direito da Universidade de Brasília (UnB) Débora Diniz avaliará artigos acadêmicos sobre direitos políticos, sexuais e reprodutivos, além de direitos da personalidade e violência contra a mulher.

A premiação será em dinheiro, e os textos devem ser apresentados até 9 de novembro.

Elas Pedem Vista
Criado em 2017 por um grupo de advogadas de Brasília, o Elas Pedem Vista surgiu diante da constatação de que o percentual de mulheres em posição de destaque no meio jurídico é reduzido, tanto na esfera pública quanto na privada.

O seminário conta com o apoio de um grupo de assessoras do Supremo Tribunal Federal (STF) e da Consultoria Jurídica Júnior Advocatta, formada por alunos da UnB.

SOBRE OS AUTORES
Lilian Tahan

Dirige desde setembro de 2015 o site de notícias Metrópoles. É formada em comunicação social pela Universidade de Brasília (UnB), com especialização em jornalismo digital e gestão de empresa de comunicação pela ISE Business School, instituição vinculada à Universidade de Navarra, na Espanha. Antes do Metrópoles, trabalhou por 12 anos no Correio Braziliense e dois anos na revista Veja Brasília. Ao longo da carreira, conquistou prestigiados prêmios de jornalismo, como Esso, Embratel, CNT, CNI, AMB, MPT, Engenho.

Gabriella Furquim

Formada em jornalismo pela Universidade de Brasília (UnB), com experiência em redação, assessoria de imprensa e gestão de comunicação. Atua na área desde 2009. Integrou as equipes de reportagem e edição dos jornais Correio Braziliense e Aqui DF. Em 2014, coordenou a comunicação da Associação Nacional dos Centros de Defesa da Criança e do Adolescente, Seção Defence for Children Brasil (Anced/ DCI Brasil), e do projeto internacional Red de Coaliciones Sur. De 2015 a 2017, foi assessora de imprensa do governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg.

Últimas notícias