Opção de trabalhar seis horas diárias no BB fica indisponível

Empregados conseguiam escolher a jornada no sistema interno do Banco do Brasil, mas, nesta quinta, já não era mais possível acessar o item

Michael Melo/MetrópolesMichael Melo/Metrópoles

atualizado 14/11/2019 21:08

Trabalhar seis horas no Banco do Brasil deixou de ser opção. No Sistema de Informações BB (SISBB), o item do plano de funções estava acompanhado de um jogo da velha nesta quinta-feira (14/11/2019), indicando a indisponibilidade de escolha da jornada.

Servidores especulam que a alteração é reflexo da Medida Provisória 905/2019, a qual promoveu mudanças trabalhistas.

A MP prevê que exclusivamente caixas de bancos terão direito à jornada de seis horas diárias. Qualquer outro cargo terá expediente de oito horas.

Em 2016, o BB lançou uma reestruturação na qual ampliava para cerca de 6 mil assessores da direção-geral e superintendências a possibilidade de trabalhar meia dúzia de horas por dia, com redução dos salários.

Desde então, funcionários poderiam sair da jornada de oito horas e optar por executar as funções em tempo menor e, consequentemente, receber menos. Agora, não é mais possível escolher.

No item 28 era possível escolher a jornada de trabalho, mas a opção está indisponível. Confira:

SOBRE OS AUTORES
Lilian Tahan

Dirige desde setembro de 2015 o site de notícias Metrópoles. É formada em comunicação social pela Universidade de Brasília (UnB), com especialização em jornalismo digital e gestão de empresa de comunicação pela ISE Business School, instituição vinculada à Universidade de Navarra, na Espanha. Antes do Metrópoles, trabalhou por 12 anos no Correio Braziliense e dois anos na revista Veja Brasília. Ao longo da carreira, conquistou prestigiados prêmios de jornalismo, como Esso, Embratel, CNT, CNI, AMB, MPT, Engenho.

Isadora Teixeira

Formada pelo Centro Universitário Iesb, atua como repórter do Metrópoles desde 2017. Na editoria de Cidades, cobre assuntos políticos relacionados ao Distrito Federal

Últimas notícias