Ministério envia R$ 31,9 mi para socorrer Instituto de Cardiologia do DF

A Secretaria de Saúde informou que recebeu o dinheiro do governo federal e finaliza aditivo do contrato com o ICDF para repassar valor

atualizado 14/01/2021 13:19

Instituto de Cardiologia do Distrito Federal Reprodução/Google Street View

O Ministério da Saúde liberou R$ 31,9 milhões para socorrer o Instituto de Cardiologia do Distrito Federal (ICDF), que passa por crise financeira.

À coluna Grande Angular, a Secretaria de Saúde do DF informou que o dinheiro chegou à pasta, mas ainda não foi entregue ao ICDF. Segundo o órgão, a quantia é superior ao valor do contrato firmado com o poder público local. “Desta forma, a secretaria está finalizando um termo aditivo para que o valor seja repassado.”

O aporte milionário do governo federal destinado à instituição filantrópica foi formalizado por meio de uma portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU), em 30 de dezembro de 2020. Confira:

Ministério da Saúde envia R$ 31,9 milhões para socorrer ICDF
Determinação para repasse de R$ 31,9 milhões ao ICDF foi publicada no Diário Oficial da União (DOU)

“É importante ressaltar que esse valor é referente a um aporte financeiro que o ICDF solicitou ao Ministério da Saúde, com base na Portaria GM/MS nº 3.845, de 29 de dezembro de 2020“, pontuou a pasta.

A Secretaria de Saúde informou que pagou ao ICDF, no ano passado, R$ 45 milhões. O valor, contudo, deve aumentar, após análise da prestação de contas referente a dezembro.

De acordo com a pasta, não há débitos com o instituto, mas “apenas pagamentos que aguardam a prestação de contas do instituto para serem repassados”.

Crise

O ICDF é conveniado com a Secretaria de Saúde para realizar atendimento complementar, promovendo procedimentos cardiovasculares e transplantes de alta complexidade.

Alegando escassez de insumos, o ICDF suspendeu, em agosto de 2020, todas as intervenções eletivas, principalmente para procedimentos cardíacos. As cirurgias de emergência e transplantes foram mantidos, segundo o ICDF. Funcionários reclamaram de atraso no pagamento dos salários e, com pacientes, fizeram uma carreata, em outubro, para cobrar melhoria no atendimento.

Uma nova diretoria assumiu a gestão do instituto nesta semana, com desafio de superar as adversidades enfrentadas.

Últimas notícias