Hospital de Campanha de Ceilândia será materno-infantil após pandemia

De acordo com o Governo do Distrito Federal (GDF), o valor estimado da obra é de R$ 15,5 milhões e a previsão de entrega, 40 dias

atualizado 18/05/2020 18:13

Anunciado pelo governador Ibaneis Rocha (MDB), o Hospital de Campanha de Ceilândia, que está sendo erguido para reforçar o atendimento aos pacientes acometidos pelo novo coronavírus no Distrito Federal, será uma unidade de saúde especializada no atendimento de gestantes e crianças depois da pandemia de Covid-19.

O Hospital de Campanha e futuro Hospital Materno-Infantil de Ceilândia ficará ao lado da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) da região administrativa, na QNN 27. O espaço contará, inicialmente, com 60 leitos, sendo 20 de terapia intensiva (UTI).

“Esta unidade de saúde nos ajudará muito no enfrentamento da Covid e, depois, ficará como legado para atender gestantes e crianças do DF”, disse o governador Ibaneis Rocha à Grande Angular.

De acordo com o Governo do Distrito Federal (GDF), o valor estimado da obra é de R$ 15,5 milhões e a previsão de entrega, 40 dias.

No último dia 14, a Secretaria de Saúde abriu dispensa de licitação para contratar empresa de engenharia especializada. O recebimento das propostas será até as 10h da próxima quarta-feira (20/05), pelo e-mail: dispensadelicitacao.sesdf@gmail.com. O ofício de convocação e o projeto básico deverão ser solicitados pelo mesmo e-mail de envio das propostas.

0
Últimas notícias