Filho de Renan Calheiros é suspeito de agredir e ameaçar zelador

Confusão foi no Condomínio Praia Bela Vista, em Samambaia. Rodolfo teria se irritado com a presença do funcionário na portaria do prédio

O filho do senador Renan Calheiros (MDB-AL) Rodolfo Calheiros está sendo investigado por agredir e ameaçar um zelador do Condomínio Praia Bela Vista, em Samambaia (foto em destaque).

O caso foi registrado em setembro de 2019, na 32ª Delegacia de Polícia (Samambaia). Desde então, os investigadores tentam localizá-lo, sem sucesso. O herdeiro do político alagoano teria se mudado para Maceió.

De acordo com a ocorrência, a confusão teria começado quando Rodolfo se incomodou com a presença do zelador na portaria do prédio onde morava havia pouco mais de um ano.

A vítima relatou que, ao ser questionado pelo filho do senador, explicou que o porteiro estava almoçando e que ele estava ali para substituí-lo durante o intervalo. Logo depois, Rodolfo “começou a xingá-lo dizendo que ele era zelador e não devia estar ali”, relata a ocorrência.

No mesmo dia, o filho do ex-presidente do Senado teria dado um empurrão na vítima ao encontrá-lo no corredor, próximo à sala reservada aos funcionários do condomínio. Rodolfo ainda teria ameaçado o zelador afirmando: “Você vai me pagar”.

A vítima disse, também, que já ouviu Rodolfo “dizer que não tinha problema em matar alguém porque era filho do ‘homem do ouro e da prata’ e que não ia dar nada para ele”.

O caso foi registrado como vias de fato e ameaça. Na ocorrência, a vítima relata que Rodolfo teria protagonizado outros episódios de violência no condomínio: “Já ameaçou outra funcionária com uma faca, porém, ela não quis registrar ocorrência porque o teme, por ser faixa-preta em artes marciais e ser filho do senador Renan Calheiros”.

O advogado de Rodolfo não foi localizado. Procurada, a assessoria de Renan Calheiros não havia se manifestado sobre o assunto até a última atualização deste texto.

Histórico

Rodolfo tem duas passagens pela polícia por lesão corporal. Em outubro de 2016, ele se envolveu em uma briga nos arredores de um bar da QI 13 do Lago Sul.

A vítima foi socorrida por uma amigo e levada ao Hospital de Base (HBDF). Ele ficou com o rosto desfigurado devido a um grande corte no supercílio direito e outro ferimento sob o olho esquerdo. Mesmo assim, optou por não levar o caso a polícia.

Em 2007, um advogado registrou boletim de ocorrência alegando que foi agredido por Rodolfo. O caso ocorreu na Praia do Francês, em Maceió, onde Rodolfo passava as férias com a família.

O filho de Renan teria dado um soco no advogado Luciano Lôbo. De acordo com a denúncia, ambos estariam surfando e Rodolfo teria se irritado após a vítima “entrar” na mesma onda que ele. O advogado foi agredido, desmaiou e teve que levar 10 pontos no rosto.

Também em 2007, o filho de Renan teria jogado o carro contra jornalistas que estavam em frente à residência oficial do Senado e feito gestos obscenos.