Falso Negativo: ministro pede arquivamento de processo contra defesa de réu

Rogério Schietti justificou que a interpelação judicial, na qual questionou declaração dada à imprensa, "atingiu sua finalidade"

atualizado 16/10/2020 11:13

Ministro do STJ Rogério Schietti José Alberto/SCO/STJ

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Rogério Schietti Cruz pediu o arquivamento do processo que moveu contra a defesa de um dos réus da Operação Falso Negativo.

Na solicitação direcionada à 1ª Vara Criminal de Brasília, os advogados do ministro justificaram que a interpelação judicial “atingiu sua finalidade”. Após a manifestação, a juíza Ana Cláudia Loiola de Morais Mendes determinou o arquivamento nessa quinta-feira (15/10). 

Schietti (foto em destaque) questionou uma declaração dada à imprensa de que foi omisso por causa de demora para julgar habeas corpus do ex-assessor especial da Secretaria de Saúde do DF Ramon Santana Lopes Azevedo.

O ministro é o relator dos HCs que tramitam no STJ de autoria dos denunciados no âmbito da Falso Negativo, operação que investiga irregularidades na aquisição de testes para a detecção da Covid-19 pela Secretaria de Saúde do DF.

Em resposta à interpelação judicial de Schietti, o advogado Celivaldo Elói Lima de Sousa negou a intenção de ofender a honra do ministro do STJ. O advogado Johann Homonnai Júnior representou o colega no caso.

“Diante dos esclarecimentos prestados pela defesa do advogado Celivaldo Elói, o ministro se convenceu de que não foi ofendido”, disse Homonnai à coluna Grande Angular.

A coluna entrou em contato com a assessoria do STJ sobre o assunto e aguarda retorno. O espaço permanece aberto para eventuais manifestações.

0

Últimas notícias