Evolução de casos de Covid-19 no DF é comparada à de Singapura

GDF adotou protocolo de Singapura como referência, segundo o qual a capital teria 600 casos neste sábado. Ibaneis disse que serão 430

Governador Ibaneis Rocha (MDB) disse que número de casos de coronavírus no DF está abaixo do esperadoVinícius Santa Rosa/Metrópoles

atualizado 03/04/2020 20:54

A evolução de casos de coronavírus no Distrito Federal é comparada aos níveis de Singapura. Em entrevista exclusiva nessa sexta-feira (03/04) à coluna Grande Angular, do Metrópoles, o governador Ibaneis Rocha (MDB) disse que o DF adotou o modelo da cidade-estado da Ásia e registra índices menores do que os previstos para a capital do país.

De acordo com o cálculo, o DF teria entre 550 e 600 casos neste sábado (04/04). Mas os números atuais indicam que haverá até 430 pessoas infectadas com a doença, segundo o governador, que atribui a mudança na estimativa ao isolamento social.

“Isso mostra que o trabalho e a compreensão da população estão servindo muito para diminuir a expansão do vírus. Poderia ser muito mais grave caso as medidas não tivessem sido tomadas”, ressaltou. O GDF suspendeu o funcionamento do comércio, com exceções, até 3 de maio. As aulas da rede pública e privada estão suspensas até 31 de maio.

“Nós fomos buscar no mundo o que existia de melhor em acompanhamento, prevenção e tratamento. Nós encontramos três modelos mais bem testados, se é que se pode falar assim, no mundo: Hong Kong, Japão e Singapura”, afirmou Ibaneis.

422 infectados com Covid-19 na capital do país, segundo dados do GDF divulgados na noite desta sexta-feira (03/04). À tarde, o Ministério da Saúde indicou que, com 402 pessoas com coronavírus até aquele momento, a incidência de casos no DF é de 13,2 por 100 mil habitantes, maior índice do Brasil.

Últimas notícias