Coronavírus: estudantes de medicina poderão retornar aos estágios no DF

Por meio de decreto, o governo também autorizou que alunos de enfermagem, farmácia e fisioterapia voltem às atividades na rede de saúde

Universidades antecipam formaturas de estudantes de Medicina no DFHugo Barreto/Metrópoles

atualizado 22/05/2020 22:27

O Governo do Distrito Federal (GDF) autorizou nesta sexta-feira (22/05), por meio de decreto, o retorno dos alunos dos cursos de medicina, enfermagem, farmácia e fisioterapia às atividades de estágio exercidas nas unidades de saúde da capital do país.

Os estudantes irão atuar no “combate da pandemia causada pelo novo coronavírus”, de acordo com o texto assinado pelo governador Ibaneis Rocha (MDB).

Será responsabilidade das instituições de ensino fornecer os equipamentos de proteção individual (EPIs) aos jovens e orientá-los sobre o uso adequado.

Confira o documento

Decreto do GDF by Metropoles on Scribd

Reabertura de shoppings

O decreto do Palácio do Buriti também autoriza o funcionamento de shoppings centers e centros comerciais a partir do dia 27 de maio. O período de trabalho permitido será das 13h às 21h.

A administração dos espaços deverá adotar medidas para evitar a disseminação do novo coronavírus. Entre elas, testar todos os empregados, colaboradores, terceirizados e prestadores de serviços a cada 15 dias, além de fornecer equipamentos de proteção individual e álcool em gel 70%.

Áreas de recreação e brinquedotecas, lojas de jogos eletrônicos, cinemas e teatros deverão permanecer fechados. Assim como as praças de alimentação.

Já os estacionamentos só vão disponibilizar 50% das vagas a fim de evitar aglomeração.

Escolas, academias e bares

O GDF manterá fechados bares, restaurantes, academias, parques ecológicos, entre outros lugares que podem provocar aglomerações. O Executivo elaborou o Decreto nº 40.817, que permite abertura dos shoppings centers, mas mantém fechados uma diversidade de estabelecimentos para evitar a disseminação do novo coronavírus.

Apesar de lei do governo federal dizer o contrário, no DF, as academias não poderão abrir. Ficam suspensas, ainda, as visitações a museus, zoológico, parques ecológicos, recreativos, urbanos, vivenciais e outros.

Com constantes reclamações de demissões no setor, o retorno de bares, restaurantes, quiosques, food trucks e trailers de venda de refeições ainda não foi autorizado. Eles permanecem fechados, sem data para reabertura.

 

Últimas notícias