Conselheiros tutelares do DF tomam posse em evento restrito

A cerimônia efetivará, no auditório do Museu da República, os 200 eleitos para mandato de quatro anos

atualizado 07/01/2020 21:06

Allane Moraes/Especial para o Metrópoles

Os 200 conselheiros tutelares eleitos e aprovados nas etapas necessárias para assumirem os cargos tomarão posse nesta sexta-feira (10/01/2020). O mandato tem quatro anos.

Dos 588 eleitos, incluindo suplentes, 166 foram desclassificados porque não participaram do curso de formação. Duas pessoas tiveram as candidaturas impugnadas e há sete sub judice.

O resultado final do processo de escolha dos conselheiros tutelares deve ser publicado no Diário Oficial do DF nos próximos dias.

“Investimos no curso de formação e fizemos a primeira votação com apoio da Justiça Eleitoral e uso de urnas eletrônicas. A iniciativa foi para garantir pessoas qualificadas nessa importante função, de cuidar dos direitos das nossas crianças e adolescentes, e que o processo ocorresse de forma transparente e democrática”, disse o secretário de Justiça e Cidadania, Gustavo Rocha.

Evento limitado

Cada conselheiro poderá levar apenas dois convidados para a cerimônia de diplomação e posse, no auditório do Museu da República.

Eleita no Cruzeiro, Viviane Dourado lamentou, em rede social, o “número bem restrito”. “Estaria feliz por completo se todos pudessem estar ao meu lado na hora exata do empossamento”, registrou.

A Sejus explicou que a limitação ocorre por causa da capacidade do auditório do museu, com 800 cadeiras. O local foi escolhido por ser o maior do GDF para esse tipo de evento, segundo a pasta.

Confira:

Últimas notícias