*
 
 

Está suspensa a audiência de instrução de um dos processos da Caixa de Pandora. Testemunhas de defesa e acusação chegaram à 7ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, mas a oitiva foi cancelada novamente. A defesa do ex-governador José Roberto Arruda pediu direito igual ao concedido pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), ao ex-deputado Leonardo Prudente.

O parlamentar foi filmado colocando dinheiro supostamente oriundo de propina dentro da meia e pediu ao Supremo o direito de ter acesso ao inteiro teor da delação premiada de Durval Barbosa, operador do esquema que levou Arruda à prisão em 2010.

Na audiência desta quarta-feira (16/9), estava prevista a oitiva do jornalista Edson Sombra, envolvido numa tentativa de suborno. O juiz Fernando Messere deferiu o pedido da defesa de Arruda. Deu ao Ministério Público prazo de 24 horas para juntar aos autos a documentação referente à delação premiada de Durval. As defesas têm até o dia 21 para analisar os documentos.O Ministério Público do Distrito Federal também reconheceu que não foi juntado aos autos de nenhum dos processos da Caixa de Pandora o conteúdo da delação e pediu prazo para análise.

São réus nesse processo: Geraldo Naves, ex-deputado acusado de negociar propina; o ex-secretário de comunicação do DF, Wellington Moraes, preso por ser um suposto intermediador do esquema de suborno a Edson Sombra; e o servidor público aposentado Antônio Bento da Silva, também detido ao tentar subornar o jornalista Sombra com R$ 200 mil.

No entanto, ainda existem dois laudos remanescentes do Instituto de Criminalística (IC) da Polícia Civil do DF sobre as escutas que integram os processos, que só ficarão prontos em 9 de outubro. Por isso, novas audiências foram marcadas para ouvir as testemunhas de acusação em 27 e 28 de outubro. Nos dias 29 e 30 de outubro serão ouvidas as testemunhas de defesa. O interrogatório dos acusados será nos dias 3 e 5 de novembro. (Com informações de Manoela Alcântara)



Caixa de Pandora
 


COMENTE

Ler mais do blog