Brasileiros passam 9 horas por dia na internet, diz estudo do Google

Levantamento detectou que o tempo gasto navegando poderia ser mais bem aproveitado se os internautas dominassem ferramentas on-line

Os brasileiros gastam, em média, nove horas por dia navegando na internet. O tempo em frente aos computadores e smartphones é maior do que o da jornada de trabalho estabelecida pela legislação.

A quantidade de brasileiros conectados também é surpreendente. Sete entre 10 brasileiros estão em alguma rede social – 45% acima da média mundial – e nove em cada 10 usam o YouTube para obter algum conhecimento.

Os números fazem parte de um estudo inédito feito pelo Google. A pesquisa detectou que todas as horas gastas navegando na internet poderiam ser muito mais bem aproveitadas se os brasileiros dominassem ferramentas on-line de acesso, uso, segurança e criação.

Ao ouvirem 2.477 pessoas em 28 cidades brasileiras, os pesquisadores notaram que muitos possuem dificuldades para identificar sites falsos e ameaças, como malwares, apesar de serem cuidados com dados pessoais. No índice que vai de 0 a 5, o domínio de ferramentas de segurança recebeu pontuação de 3,4.

Na análise de habilidades relacionadas ao uso, a classificação também foi de 3,4. Os pontos positivos identificados foram o domínio de aplicativos de mensagem e navegadores. Os negativos incluem o desconhecimento sobre armazenamento de dados e transações on-line.

O maior conhecimento sobre o uso de ferramentas da web pode ter impactos na economia do país, segundo o estudo. Principalmente em grupos como idosos, mulheres jovens e pessoas de baixa renda. De acordo com o estudo, o desenvolvimento de competências digitais pode adicionar US$ 70 bilhões ao Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro.

Os números serão detalhados em um evento fechado para convidados nesta terça-feira (25/3), em Brasília. Também na capital do país, a empresa promove esta semana o primeiro treinamento do projeto Cresça com o Google, cujo foco é a formação e a capacitação digital.