Aos 70 anos, Amy Reisman morre após cair de escada durante ciclone

O empresário estava em Balneário Camboriú (SC) quando o fenômeno atingiu o litoral catarinense

atualizado 03/07/2020 20:29

Amnon Josef Reisman Arquivo pessoal

O empresário Amnon Josef Reisman, conhecido como Amy, faleceu nesta sexta-feira (3/7) em Florianópolis (SC). Aos 70 anos, ele não resistiu ao trauma decorrente de uma queda da escada do prédio onde morava, em Balneário Camboriú, durante a tempestade provocada pelo ciclone bomba que atingiu o litoral catarinense.

De acordo com o filho do empresário, Leonardo Reisman, Amy foi surpreendido pelo fenômeno quando voltava para casa, após fazer compras em um supermercado. Como o prédio estava sem energia, ele subiu pela escada de serviço com as sacolas, perdeu o equilíbrio, caiu e bateu a cabeça.

Amy chegou a ser socorrido. Foi internado e transferido para uma um hospital na capital catarinense. Mas não resistiu ao ferimento.

0
Intenso, amoroso e afetuoso

Pioneiro em Brasília, Amy deixou Israel acompanhado do pai e chegou na capital federal em 1960. Conhecido pelo bom humor, foi um dos primeiros sócios do Iate Clube de Brasília. Ele fundou uma boutique de carnes, especializada em cortes nobres. A família está providenciando o translado do corpo para Brasília.

Filho de Amy, Leonardo é diretor de Negócios, Ciência, Tecnologia e Inovação da Biotic S/A, gestora do Parque Tecnológico de Brasília. “Meu pai era uma pessoa muito intensa. Era a principal característica dele. Era muito intenso ao demonstrar amor, afeto. Ele deixa para nós essa ternura”, lamentou. Amy deixa três filhos e quatro netos.

Últimas notícias