Valor do seguro de carros no DF cai e fica 30% menor do que no Rio

Levantamento da Bidu mostra que, para os 10 modelos mais vendidos no país, preço em dezembro para as mulheres da capital caiu 9,44%

atualizado 14/12/2018 9:17

Os valores cobrados pelas principais seguradoras brasileiras para os 10 modelos mais vendidos no país teve redução média de 15,8% em dezembro. No Distrito Federal, o custo percentual se manteve estável para os homens (2,09%) e caiu (- 9,44%) para as mulheres.

No entanto, o DF tem, em relação a capitais como Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo, seguro mais barato. O brasiliense paga R$ 1.820 (média dos 10 veículos pesquisados), contra R$ 2.578 no Rio de Janeiro – diferença de R$ 758 por ano. Os índices de violência em cada lugar (essencialmente furto e roubo de veículos) justificam essa discrepância.

As mulheres residentes em São Paulo são as que têm o preço médio do seguro mais em conta: R$1.596. As cariocas pagam, em média, R$ 2.196 – diferença de R$ 600. Os homens de Brasília pagam R$ 1.982, contra R$ 2.960 dos cariocas. Isso significa incríveis R$ 978 a mais.

O levantamento é da Bidu, plataforma on-line de comparação e contratação de seguros. O perfil comparado é de homens e mulheres de 35 anos, casados, sem filhos, com garagem em casa e no trabalho – e que estão contratando o seguro pela primeira vez (portanto, sem bônus).

Homens

Mulheres

Em dezembro, o valor do seguro de automóveis seguiu a tendência de queda: em novembro, redução de 8%, comparando-se com outubro.

Modelos e preços

A redução é generalizada entre todos os modelos: segurar o Volkswagen Polo foi menor 36% para mulheres (de R$ 3.188, em novembro, para R$ 2.042, em dezembro) e 28% para os homens (de R$ 3.975, em novembro, para R$ 2.870, em dezembro).

Assim como nos meses anteriores, o perfil masculino continua pagando mais caro pelo seguro do que o público feminino. Extrapolando os dados desse relatório, enquanto as mulheres desembolsam, em média, R$1.791 pelo serviço, os homens pagam R$ 2.425 – diferença de R$ 634.

Custo-benefício

No relatório, o Hyundai Creta é o veículo que apresenta o melhor custo-benefício – melhor relação entre o preço médio do seguro e o valor de mercado do veículo (price ratio): 3% para homens; 2,4% para as mulheres.

O que menos vale a pena em termos de custo-benefício, para os dois perfis, é o Volkswagen Gol: o price ratio para os homens ficou em 7,3% e em 5,2% para as mulheres.

Foto: GM Mercusol

E apenas dois aumentos foram registrados no período. Para o Chevrolet Onix, o preço do valor do seguro para o perfil masculino teve tímido acréscimo – 2%. O Onix continua a ser o carro mais emplacado no Brasil, com 22.277 unidades em novembro.

Últimas notícias