Novo Corolla traz tecnologia híbrida flex e promete fazer 20,8 km/l

Nova geração do sedã da Toyota conta com cinco versões, sendo duas elétricas, e estará custando a partir de R$ 99.990

Alex Akira/MetrópolesAlex Akira/Metrópoles

atualizado 05/09/2019 18:23

Guarujá-SP – Após meses de ansiedade e muitos rumores, a Toyota apresentou o veículo da marca mais aguardado do ano: o novo Corolla. Com a nova geração, a japonesa se tornou a primeira no mundo a fabricar e comercializar um carro com tecnologia híbrida flex, o grande destaque da companhia. O veículo será comercializado com preços a partir de R$ 99.990 e em cinco versões: Altis Híbrido Premium, Altis Híbrido, Altis 2.0, XEi 2.0 e GLi 2.0.

Alex Akira/Metrópoles
Novo Corolla conta com cinco versões, inclusive a inédita híbrida flex

Segundo Masahiro Inoue, CEO da América Latina e Caribe da Toyota, a chegada do novo Corolla vai revolucionar o mercado automobilístico.

“O Corolla é o carro mais vendido da história automotiva. Só no Brasil, comercializamos mais de 200 mil unidades em 2018. No novo modelo melhoramos ainda mais o estilo, a dirigibilidade, a segurança, a conectividade e a preocupação com o meio ambiente”

Motor

A versão híbrida conta com dois motores elétricos de 72 cv e um a combustão, 1.8 flex de ciclo Atkinson, que resultam na potência combinada de 123 cv com etanol ou gasolina. As baterias são recarregadas quando o carro está sendo tracionado pelo motor a etanol/gasolina ou quando está sendo freado, transformando a energia cinética em elétrica. Ou seja, sem tomadas.

Dois outros pontos de destaque são a localização da bateria, embaixo do banco traseiro, fazendo com que não comprometa nenhum espaço interno; e a autonomia. Segundo a Toyota, o novo Corolla híbrido pode fazer até 20,8 km/l e oferece 29% menos emissão de CO2, comparado aos modelos atuais.

Alex Akira/Metrópoles
A potência combinada do motor elétrico e de combustão atinge 123 cavalos

Já os modelos GLi e XEi possuem motor 2.0 flex, chamado pela Toyota de Dynamic Force, que entrega 177 cv (etanol) a 6.600 rpm e máximo torque de 21,4 kgfm a 4.400 rpm. O câmbio é CVT (continuamente variável) , que simula 10 marchas, sendo uma primeira mecânica para aumentar a agilidade e diminuir o ruído. Segundo a fabricante, os atuais modelos estão 15% mais potentes e 9% mais econômicos que a versão anterior.

Segurança

No quesito segurança, a Toyota aposta na arquitetura TNGA da marca, que inclusive também é utilizada no RAV4, no qual aumentou a rigidez da carroceria em 60%. Além disso, a estrutura cresceu em 4mm, em altura do solo, e diminuiu em 10mm o centro de gravidade, tornando-o mais estável.

Os modelos ainda estão equipados com sete airbags, freios ABS com BAS e EBD, câmera de ré com linhas de distância com projeção na central multimídia, controle de estabilidade (VSC), tração (TRC), assistente de partida em rampa (HAC) e sistema ISOFIX para fixação de cadeirinhas no banco traseiro com ancoragem de três pontos.

A marca japonesa também investiu, em algumas das linhas, no sistema Toyota Safety Sense, que inclui frenagem de emergência autônoma, alerta de colisão, piloto automático adaptativo, alerta de permanência em faixa e farol alto automático.

A fim de fidelizar o consumidor, a garantia de fábrica foi estendida para cinco anos no novo Corolla. Na verão híbrida, a garantia é de oito anos.

Design

Por dentro, o novo Corolla está impecável. Acabamento limpo, com detalhes delicados e utilização de materiais claramente bem escolhidos, digno de um carro topo de linha, como realmente é. O espaço interno é revestido de couro e, comparado com versões anteriores, o tamanho se manteve, já que o sedã continua com 2,70 metros de entre-eixos.

Por fora, o visual também deu uma renovada. Os frisos cromados junto com os faróis fazem o carro ter um “olhar” mais agressivo, além da grade inferior ocupar grande parte da parte frontal, impondo ainda mais o poder do Corolla. As lanternas traseiras estão bem equilibradas e ajudam a compor o estilo do sedã.

O painel de instrumentos também chamam a atenção, pelo tamanho, com destaque para a verão híbrida, que conta com a tela digital de 7 polegadas. Além disso, são sete opções de cores: Branco Polar, Branco Perolizado, Preto Eclipse, Prata Supernova, Vermelho Granada, Marrom Urban e Cinza Celestial.

Tecnologia

O novo automóvel, desde a versão mais básica (GLi), conta com diversos itens de série como: ar-condicionado manual com filtro antipólen, computador de bordo com tela de 4,2 polegadas, bancos com regulagem de inclinação, altura e distância, vidros elétricos e função antiesmagamento, sistema multimídia Toyota Play com touchscreen e conectividade Android Auto e Apple CarPlay, entrada USB e bluetooth.

Nas versões Altis, a já citada tecnologia Toyota Safety Sense é vinda de série.

O teste silencioso

O Metrópoles teve a oportunidade de realizar o test drive das duas versões: a híbrida e a XEi 2.0 flex. Começamos com a grande novidade da marca, o Altis Hybrid, e a primeira reação foi: “já está ligado?”. Realmente, surpreende o silêncio que o veículo faz ao dar partida e durante a direção. O carro permite três modos de condução: Eco, Normal e Power. E em todos eles o ruído é mínimo.

O novo Corolla é super macio de dirigir e dá respostas imediatas ao condutor. A transição dos modos também é bem leve. Uma das novidades é o sistema TSS, que funciona bem, mas por ser uma grande novidade ainda precisa de ajustes. O alerta de faixa de correção ajusta levemente o volante, quase imperceptível, o aviso sonoro foi mais eficaz. Já no controle de cruzeiro adaptativo, tive alguma dificuldade para acioná-lo, porém ele consegue manter a distância segura entre os carros.

O display central é bastante funcional e mostra o básico, sem distrair o motorista. Além disso, é possível ver a quantidade de economia, recarga, medidor de combustível e temperatura da água do veículo.

Divulgação
A versão híbrida é silenciosa e econômica

No segundo teste, o XEi também se destaca, principalmente pelos 177 cavalos. Para quem gosta de “pisar”, o modelo garante ótima resposta nas acelerações e ultrapassagens. É fácil atingir o limite de velocidade sem perceber. Além disso, realiza curvas e freadas de forma tranquila e estável.

Resultado: os modelos testados atingem a proposta do marca japonesa, um para quem deseja economizar e outro para quem gosta de acelerar. Em resumo, o Corolla é um carrão e promete agradar ainda mais os apaixonados pelo modelo!

Alex Akira/Metrópoles
As versões Corolla 2020 prometem agradar todos os apaixonados por carros

Especificações
Corolla Altis Hybrid Flex Premium

  • Motor: híbrido flex
  • Potência: 98 cv (gasolina), 101 cv (etanol) e 72 cv (elétrico), com desenvolvimento total de 123 cv
  • Câmbio: automático. CVT planetário, tração dianteira
  • Suspensão: McPherson (dianteira) e Duplo A (traseira)
  • Freios: disco ventilado (dianteira) e disco sólido (traseira)
  • Rodas e pneus: liga leve, 225/45 R17
  • Dimensões: 4,63m (comprimento) x 1,78m (largura) x 1,43m (altura). E 2,70 m (entre-eixos).
  • Tanque: 43 litros
  • Porta-malas: 471 litros
  • Preço: R$ 130.990

Demais versões e preços:

  • GLi 2.0 Dynamic Force Flex – R$ 99.990
  • XEi 2.0 Dynamic Force Flex – R$ 109.990
  • Altis 2.0 Dynamic Force Flex – R$ 124.990
  • Altis 1.8 Híbrido Flex – R$ 124.990

O repórter viajou a convite da Toyota

SOBRE O AUTOR
Alex Akira

Jornalista formado e pós-graduado em Jornalismo Digital pelo Centro Universitário de Brasília (UniCeub). Durante estágios, atuou na assessoria de comunicação da Eletronorte e na redação, rádio e televisão da Câmara dos Deputados. Também é graduado em educação física pela Universidade de Brasília (UnB), fez intercâmbio acadêmico na Universidade do Porto (UP), em Portugal, na área do desporto e é pós-graduado em Gestão do Esporte.

Últimas notícias