*
 
 

E finalmente chega às concessionárias da marca sueca Volvo o utilitário-esportivo XC40, modelo que teve reserva em pré-venda de incríveis 1 mil unidades (e olhem que a expectativa é vender 2 mil/ano).

O SUV, irmão caçula da família XC90 e XC60, tem preço sugerido a partir de R$ 169.950 (versão de entrada T4, que só chega no meio do ano). As demais configurações, que começam a ser expostas esta semana, custam R$ 194.950 e R$ 214.950.

O carro é muito bonito, sofisticado, produzido com materiais de qualidade superior. Mas o mais belo nele fica escondido: o pacote de segurança.

Essa preocupação começa na própria estrutura física da carroceria, feita com aço de alta e ultra-resistência.

E passa pelo sistema de condução semi-autônoma, único item opcional: por mais R$ 5 mil, qualquer versão virá com controle de cruzeiro adaptativo.

Aí, o carro é capaz de parar totalmente em congestionamentos e até mover ‘sozinho’ o volante em curvas leves (por 10 segundos).

A lista (bem avançada mesmo) de equipamentos tem ainda, por exemplo, assistente de permanência em faixa: um software lê as linhas do asfalto e, caso você mude de faixa sem ligar o alerta, ele volta sozinho à original. O sistema é ativado entre 65km/h e 140km/h.

No controle de cruzeiro adaptativo (ACC), o motorista ajusta a velocidade e a distância a ser mantida em relação ao carro da frente e o sistema automaticamente acelera ou freia o veículo.

Não é à toa que a Volvo tem como meta que ninguém perca a vida ou sofra lesões graves num veículo novo da marca. Prazo para que isso aconteça: até 2020.

Sistema de som

Foto: Volvo Cars Brasil

O Sensus Connect tem no painel central uma tela antirreflexo sensível ao toque de 9 polegadas de LCD que reúne quase todos os comandos do veículo. É bem intuitivo, por sinal, e exige poucos toques (além de voz). É, claro, compatível com o Apple CarPlay e o Android Auto. Na versão R-Design, o som Harman Kardon Premium Sound vem com 13 alto-falantes e um subwoofer totalizando, com 600W de potência total. O painel de instrumentos é digital, personalizável, de 12,3″.

 

Luz alta para ofuscar? Que nada!

Foto: Volvo Cars Brasil

Outro item bem legal no XC40 é o Volvo Full LED System, que traz quatro funções: as luzes acompanham o giro do volante; o carro adapta ‘sozinho’ a luz alta para evitar o ofuscamento de que vem em sentido contrário; o nivelamento do facho do farol é automático, de acordo com a carga do veículo; e DRL com acendimento automático, que melhora a visualização do veículo mesmo em dias muito claros.


Condução ao gosto de cada um

O modelo oferece cinco modos de condução, que ajustam parâmetros e privilegiam vários itens:  

  •         Eco: leva em conta a economia de combustível;
  •         Comfort: prioriza suavidade nas reações do veículo;
  •         Off-road: serve para transitar fora de estrada, como o nome já diz;
  •         Dynamic: para uma condução mais esportiva;
  •         Individual: customiza a configuração ao bel-prazer.

 


Porta-objetos

Foto: Volvo Cars Brasil

Como é o carro é essencialmente urbano, a vida a bordo foi alvo de uma preocupação interessante: os porta-trecos. As caixas de som, por exemplo, saíram da lateral das portas e foram para o painel (com saída de áudio perto do para-brisa), como forma de oferecer mais espaço. Aquele espaço que só servia para guardar moedas virou um ótimo carregador indutivo para smartphones. E ficou legal o gancho para sacolas pequenas no porta-luvas e a lixeirinha removível no túnel do console central. No porta-malas, um assoalho inteligente pode ser dobrado para levar sacolas ou outras bagagens por meio de ganchos.


Sob medida

Foto: Volvo Cars Brasil

O XC40 é o primeiro modelo da marca a usar uma plataforma (CMA, desenvolvida em parceria com a chinesa Geely, dona da Volvo) e totalmente flexível (só a parte entre o centro da roda dianteira e a base da coluna de direção é fixa). Por isso, garante as maiores medidas do segmento (Audi Q3, BMW X1 e Mercedes-Benz GLA): são 4,42m de comprimento, 1,86m de largura, 1,65m de altura e 2,70m de entre-eixos.


Motor e câmbio

Foto: Volvo Cars Brasil

O modelo tem uma única opção de motor:  o 2.0 Drive-E, que produz 190cv na versão de entrada T4 e 255cv no XC40 T5 Momentum e T5 R-Design (essas duas com tração integral). O câmbio é automático de 8 marchas. Dados oficiais mostram que ele faz de 0 a 100 km/h em 6,4 segundos, com velocidade máxima de 230km/h.


 

E mais

Foto: Volvo Ocean Race

Fracos não têm vez – A convite da Volvo, o piloto Cacá Clauset sairá no dia 22 de abril de Itajá, em Santa Catarina, até Newport, em Rhode Island, nos EUA, num XC40 Momentum 2.0 turbo. A única exigência extra de Cacá foram dois estepes. Ele viajará 18 mil quilômetros. O desafio tem como meta marcar a etapa da Volvo Ocean Race – maior competição do gênero no mundo, que dura 9 meses e percorre quase 11 mil quilômetros.

Carro do ano – O XC40 acaba de ganhar o título de Carro do Ano 2018 na Europa, deixando para trás como concorrentes diretos e até feras como o BMW Série 5 e o Audi A8.

Versão híbrida – A Volvo pretende trazer já no ano que uma versão híbrida (do tipo plug-in). Aliás, será provavelmente a primeira marca premium no mundo a só ter carros apenas com motor elétrico ou híbrido já em 2019.

Para pessoas com deficiência – O XC40 também faz parte do programa Volvo For All, que oferece isenção de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). Assim, os preços ficam: XC40 T4 – R$ 145.950;  XC40 T5 Momentum – R$ 169.950; XC40 T5 R-Design – R$ 189.950



SegurançalançamentopreçoVolvoXC40condução semi-autônoma
 


COMENTE

Ler mais do blog