*
 
 

Pelo menos dois novos itens tecnológicos chamam a atenção no novo Chevrolet Camaro, que chega às concessionárias em 2019: o controle de largada (launch control) e a função bournot. O uso de ambos, emocionante, até exige treino, mas não precisa ser piloto profissional para curti-los.

O controle de largada permite que o motorista acelere ao máximo numa arrancada sem que as rodas traseiras escorreguem. Funciona assim: pise com vontade no freio com o pé esquerdo e, ao mesmo, use o pé direito para acelerar. O giro do motor vai lá no alto e logo em seguido o quadro de instrumentos ‘avisa’ o melhor momento para liberar o freio.

Haja adrenalina nessa hora. Aliás, esse controle de largada pode ser customizado pelo motorista, por meio da alteração da faixa de rotação do motor e da porcentagem de escorregamento das rodas.

O modo burnout, por sua vez, permite que você “frite” os pneus sem que o veículo saia do lugar. Depois, curta a fumaça e o cheiro de pneus (muito caros, por sinal) queimados.

Vá lá que esses dois sistemas não servem no dia a dia do motorista. Mas que aumentam o desejo pelo modelo, aumentam: que tal fazer 0 a 100 km/h em cerca de 4 segundos?

O que muda mais no Camaro?

O icônico modelo Chevrolet ganhou um facelift, ficando com cara mais esportiva ainda. Até a quase imexível logo, a gravatinha dourada, mudou: agora, ela tem contorno em aço escovado, com fundo vazado para ajudar na refrigeração do motor.

Os faróis também mudaram e têm a nova assinatura de LED da marca. O para-choque ganhou entrada de ar bem ampla. E sobre o capô, mais mudanças: as duas saídas de ar saíram e voltou a central.

Mudanças no conjunto de rodas (de 20’’, e diferentes para o cupê e para o conversível) e pneus, que tem medidas diferentes: 245/40 ZR20 na frente e 275/35 ZR20 atrás. A medida ajuda na melhoria do desempenho. Veja vídeo.

Desempenho

Foto: GM Mercosul/DivulgaçãoE por falar nisso, a GM optou por não mudar o motor, o V8 de 6.2 litros de 461cv e 62,9kgfm de torque. Mas adotou um câmbio automático de 10 marchas – este, por sinal, desenvolvido em parceria com a Ford, que o usa no Mustang.

Com esse conjunto, o Camaro faz de 0km/h a 100km/h em 4,2 segundos. A velocidade máxima, por razões óbvias, é limitada eletronicamente aos 290km/h.

O modelo conta com quatro modos de condução. O de passeio privilegia o conforto; o sport, o desempenho esportivo; o pista, a performance em circuitos; o neve, o uso em pisos de baixa aderência. Os freios são de alto desempenho da Brembo.

 

___________________________
E mais

⇒ A abertura da capota do conversível pode ser pela chave, e em apenas em 25 segundos, e até em movimento, numa velocidade de até 50km/h.

Foto: GM Mercosul/Divulgação
⇒ A iluminação interna (em LED) do Camaro permite combinação de até 24 cores, até mesmo em degradê.

⇒ O retrovisor interno tem uma câmera extra, que ajuda a tradicional de ré em manobras.

⇒ A terceira geração do multimídia MyLink ganhou tela de maior definição e resolução, microfone extra para comando de voz e integração com os comandos do ar-condicionado e possibilidade de atualização via Wi-Fi.

⇒ Mais de 6 mil unidades do Camaro já vendidas no Brasil desde 2010. Ele é produzido nos Estados Unidos e está em sua sexta geração.



 


GMpreçoChevroletCamaro 2019frita-pneusburnoutcontrole de largada