Pastor maremano: 7 curiosidades sobre a raça do (ex) pet do clã Bolsonaro

O cãozinho foi adotado por Michelle Bolsonaro, mas nesta terça-feira (30/06) voltou aos donos originais

O cachorro Augusto BolsonaroReprodução/ Instagram

atualizado 30/06/2020 17:55

A estadia de Augusto Bolsonaro no Palácio da Alvorada foi curta. Durante 12 dias, ele desfrutou dos “mimos” de fazer parte da família do presidente da República. Contudo, o que ninguém esperava é que ele já tinha um dono.

O cachorro pastor maremano abruzês, (ex) pet de Michelle Bolsonaro, é de uma raça muito curiosa. De origem italiana, é carinhoso e era muito utilizado como cachorro de pastoreio. Acredita-se que a raça possui algum grau parentesco com o antigo Mastiff. Confira algumas curiosidades sobre o pet escolhido pela primeira-dama:

Pronto para qualquer perigo

O pastor maremano está classificado no grupo canino de pastores. Afinal, como seu próprio nome já diz, o cachorro possui uma admirável aptidão para zelar pelo rebanho. Não é à toa que essa função de tomar conta de ovelhas, bois, cabras etc. faz parte de sua trajetória. Aliás, até hoje esse velho dever continua sendo o seu atual ofício em muitas fazendas.

Outra característica importante do pastor maremano é a coragem e determinação. Ou seja, essa raça enfrenta qualquer perigo com muita destreza a fim de assegurar a sua área. Isso inclui não só o rebanho, mas a propriedade e sua família.

“Ei, humano! Eu gosto de carinho”

O pastor maremano é dócil e carinhoso. Eles não costumam “pedir carinho”, no entanto, demonstram o amor de formas mais sutis. Se engana quem interpreta seu jeitinho como frio. Na verdade, esse cão independente adora interação com seus humanos. Um carinho é sempre bem-vindo.

Casaquinho natural

A raça possui um casaco de pelo que suporta bem as baixas temperaturas. Portanto, isso possibilita que durma fora de casa, mas é mais recomendado deixá-lo perto da família. Já nos dias mais quentes, é importante prover bastante água, sombra e um local mais fresco, garantindo o seu bem-estar. E todos os dias, forneça muito exercício físico e carinho.

“Cão para toda obra”

Ser trabalhador está no instinto do pastor maremano. Por isso, uma curiosidade que chama a atenção é que ele pode ficar sozinho por longas horas desde que tenha uma ocupação. Contudo, sem um “emprego”, o pastor maremano sofre e pode usar a sua inteligência e força para inventar um ofício bastante destruidor em casa.

0
Reconhecimento

Embora o American Kennel Club não reconheça o pastor maremano, a raça está classificada no Guardian Dog pelo United Kennel Club, pelo Pastoral Group pelo UK Kennel Club e pela Confederação Brasileira de Cinofilia.

Pastoreio em casal

O pastor maremano é conhecido por sua independência e inteligência. Por muito tempo, esse cachorro atuou sozinho, zelando pelo rebanho. Todavia, a atuação da raça alcança níveis de excelência quando trabalha em casal. A conexão entre a fêmea e o macho é criada rapidamente, e juntos se tornam uma forte equipe.

Quer um na sua casa?

Quem se encantou e se identificou com essa raça, já fica imaginando ter um. Aí vem a dúvida: quanto custa um pastor maremano filhote? O preço pode variar de R$ 500 a R$ 7 mil — o valor foi calculado com base no preço de filhotes da raça nos principais sites de venda do país.

Antes de decidir comprar um cachorro, lembre-se que existem muitos animais abandonados nas ruas ou resgatados por ONGs à procura de uma família amorosa. Adotar é tudo de bom!

 

Últimas notícias