Acupuntura em pets: conheça os benefícios da prática

O método pode trazer várias vantagens para os peludos, além de ajudar a tratar sequelas de doenças graves, como a cinomose

Reprodução/OTempo

atualizado 25/02/2020 20:56

Técnica milenar de origem chinesa, a acupuntura trata o organismo na sua totalidade visando o efeito terapêutico e homeostático através da estimulação de pontos específicos do corpo. E a prática holística também pode ser usada nos pets, trazendo vários benefícios.

Do ponto de vista da medicina ocidental, a acupuntura age através de estímulos nervosos que induzem a liberação de hormônios e outras substâncias benéficas. Histologicamente, os pontos de acupuntura são ricos em terminações nervosas, arteríolas e vênulas. Estudos mostram que o estímulo pela acupuntura pode acionar o hipotálamo e as glândulas pituitárias, responsáveis pela liberação de endorfinas e neurotransmissores, resultando num amplo espectro de efeitos sistêmicos, aumentando a taxa de secreção de neurotransmissores e neuro-hormônios, melhorando o fluxo sanguíneo e estimulando a função imunológica.

A terapia pode ser indicada para quase todo tipo de doença, exceto em casos de resolução cirúrgica. Na medicina veterinária destacam-se os bons resultados sobre as discopatias (hérnias de disco, calcificações e diminuição do espaço intervertebral), distúrbios reprodutivos, artroses, problemas urológicos (como a doença do trato urinário inferior dos felinos) e distúrbios neurológicos, como as sequelas da cinomose.

Além disso, estudos revelam que causa um ótimo efeito contra a dor. A acupuntura pode ser usada como tratamento exclusivo, mas pode também ser associada a outras terapias como alopatia e homeopatia com a finalidade de melhorar a qualidade de vida dos animais com doenças incuráveis como a insuficiência renal, ou que estão com o sistema imunológico debilitado como nas doenças auto-imunes ou nos tratamentos quimioterápicos.

Leia a matéria completa no Portal do Dog.

Últimas notícias