5 dicas para conviver com um cãozinho cego

Para dar ao animal uma vida mais simples e confortável, é preciso que o tutor tenha alguns cuidados

atualizado 22/06/2020 22:35

Cachorro vomitando sangue Reprodução/FreePik

Cuidar do cão é uma atividade levada com carinho e cuidado por muitos donos de pets. Dar atenção, amor e disciplina requer tempo, dedicação e muitas vezes dinheiro por parte da família. Isso se multiplica quando se trata de cães com necessidades especiais – porém, o amor também vem em dobro! Com a criatividade e empenho, cuidar de um cão cego, por exemplo, pode ser tornar algo tranquilo e prático de se fazer.

Os motivos para um cão ficar cego podem ser vários. Alguns poder ter a condição por consequência de alguma doença ou vírus (doença do carrapato ou glaucoma) ou com a velhice (assim como os seres humanos, é normal que os cães comecem a perder os sentidos à medida que envelheçam. Algumas das causas é a catarata canina ou a degeneração de retina).

Logo, para dar ao cãozinho cego uma vida mais simples e confortável, é preciso que o tutor tenha alguns cuidados. Confira:

1) Deixe tudo como está

Descobriu que seu cão está ficando cego recentemente ou já convive com um? Não mude as coisas de lugar! Mudar a posição de móveis e caminhos pode deixá-lo confuso. O ideal é que ele “decore” os trajetos e caminhe tranquilamente e com segurança pelos ambientes.

Leia a matéria completa no Portal do Dog.

Últimas notícias