10 curiosidades incríveis sobre o cão de crista chinês

A raça já foi considerada uma das mais caras do mundo e desperta curiosidade por não possuir quase nenhum pelo no corpo

10 curiosidades incríveis sobre o cão de crista chinêsReprodução/Unsplash

atualizado 26/06/2020 16:05

Com quase nenhum pelo no corpo e considerado um dos cães mais feios do mundo, o cão de crista chinês é uma das raças mais brincalhonas e amigáveis com as crianças. Repleto de curiosidades a seu respeito, esse cãozinho adora ser o centro das atenções e vai fazer o possível para ver a família feliz.

Pensando nisso, o Metrópoles separou 10 curiosidades incríveis sobre a raça. Confira:

1. Uma das mais antigas do mundo

Os primeiros cães da raça foram criados durante a dinastia Han, que durou de 206 a.C. até 220 d.C. O cão de crista chinês era o favorito dos marinheiros durante o século 13, e foi por meio deles que a raça começou a se popularizar em outros países. Então a partir do século seguinte esse cãozinho foi levado para a Turquia, Egito e África do Sul. Apenas em 1800 essa raça começa a se tornar conhecida na Europa.

2. Eram cães de grande porte

O cão de crista chinês era considerado um cão de grande porte pelos chineses. No entanto, após o século 18 esse cãozinho começou a passar por diversos cruzamentos, até ficarem pequenos e magros, obtendo o padrão que conhecemos hoje.

3. Ninguém sabe ao certo o motivo dele não ter pelos

Após ser reconhecida em 1991 como uma raça oficial pelo American Kennel Club (AKC), o cão de crista chinês começou a se tornar um dos pets queridinhos nos Estados Unidos. Com isso, muitos cientistas passaram a tentar encontrar uma explicação para a falta de pelos no animal. Tentaram atribuir a ausência de pelos à temperatura, no entanto, a justificativa mais aceita são as mutações genéticas pelas quais esse cãozinho passou.

4. Já foi a raça mais cara do mundo

Após ficar popular nos Estados Unidos, esse cãozinho se tornou a raça mais cara do país. O motivo para que isso acontecesse é que o cão de crista chinês costumava ganhar todas as competições caninas como o “cão mais feio”.

5. São cheirosos

Diferente da maioria dos cães, o cão de crista chinês não apresenta mau cheiro mesmo quando estão sujos. A ausência do mau odor ocorre pela ausência dos pelos. Mas mesmo assim eles precisam de banhos pelo menos uma vez ao mês. E o shampoo deste cãozinho deve ser de alta qualidade para manter a oleosidade natural da pele dele.

6. Saúde, ok

O cão de crista chinês é um cãozinho bastante ativo e saudável. Mas para que ele permaneça assim, o tutor deve manter uma rotina de exercícios moderados e cuidar bem da alimentação. Além disso, o cuidado com a pele dele deve ser sempre redobrado pois ele pode apresentar alguns problemas, como acnes.

7. É dócil e se dá bem com todos

O cão de crista chinês tem muita energia e tem uma personalidade brincalhona, dócil e amorosa, logo, ele vai se dar muito bem com as crianças. Além disso, vai criar um forte laço com a família e se tornar muito apegado a todos, por esse motivo ele não pode ficar muitas horas sozinho.

8. Também podem nascer com pelos

Existe uma variação peluda para esta mesma raça, mas eles são muito raros e por isso tão pouco conhecidos. Acontece que essa variação é o que chamamos de gene recessivo, sendo assim, numa ninhada podem aparecer tanto o sem pelos como o com pelos, mas não é tão fácil ver a versão com pelos por aí.

9. Ele faz barulho

O Cão de Crista Chinês é um mini cão de guarda, pois essa característica faz parte de sua genética . Logo, eles podem latir todas as vezes que detectarem qualquer tipo de ameaça. Assim, a raça não é indicada para pessoas que gostam de animais mais quietos e silenciosos.

10. Famoso nos cinemas

O cão de crista chinês levou sua popularidade também para o cinema. Esse cãozinho já apareceu como o personagem Flufy no filme 102 Dálmatas. Mas a sua participação mais conhecida foi no filme No Pique de Nova York, como o cãozinho “Renaldo”.

New York Minute - Movie Review - The Austin Chronicle

Últimas notícias