Organização escolar: começo de ano demanda planejamento de estudantes

O início das aulas é uma excelente oportunidade de avaliar juntamente com o seu filho o que foi feito, o que deu certo e o que não deu

IStockIStock

atualizado 05/02/2019 23:32

As aulas da minha sobrinha voltaram nessa segunda-feira (4/2). Ela estava ansiosa e cheia de expectativas! Ansiosa para rever os amigos, saber se terá boas professoras, mas, acima de tudo, por esperar estudar todos os dias e jurar de pé junto que nunca mais irá deixar o dever de casa acumular.

Em 2018, minha sobrinha passou raspando de ano e precisou de ajuda nos últimos bimestres. Apesar de estar animada e decidida a estudar todos os dias para não deixar a dificuldade se repetir, será que ela sabe mesmo como não cometer os mesmos erros? Acredito que não.

De certa forma, o início de ano é uma excelente oportunidade de avaliar juntamente com o seu filho o que foi feito, o que deu certo e o que não deu. E, a partir desta reflexão, pais e filhos estabelecerem juntos uma nova estratégia para o ano.

Objetivamente, você sabe como ajudar seu filho a se organizar melhor nos estudos? Crianças e adolescentes apresentam bastante dificuldade em se organizar, têm muito tempo, mas não produzem muito, pois “acham” que não têm tempo. Se o seu filho é assim, é mais sábio ajudá-lo preventivamente, apresentando técnicas e levando em conta o que é melhor para o perfil dele.

Avaliar como será a agenda semanal de aulas da escola e as atividades extracurriculares do seu filho é o primeiro passo. Sente com ele, olhem juntos o que será dado em cada dia da semana na escola e quais atividades ele fará no contraturno (inglês, por exemplo). Após essa análise é possível analisar o tempo disponível para um estudo diário efetivo.

Com isso definido, é possível planejar a agenda de estudos e o horário para realização dos deveres de casa. Depois desse primeiro passo, é hora de considerar a rotina, o perfil e quais são as disciplinas em que seu filho apresenta maior dificuldade. Afinal, essas variáveis refletirão nos horários em que seu filho estudará.

Rotina
A rotina diária do seu filho é prioritária também. Veja o exemplo a seguir: imagine que ele tenha a obrigação de passear com o cãozinho da família às 18h. Definir que estude entre 16h e 18h não é adequado, pois ele precisa ter um “respiro” para essa atividade. Assim, o tempo sugerido poderia ser das 16h às 17h30.

Outro ponto super-relevante à rotina de filhos de pais separados: é necessário considerar o tempo real disponível nesta outra dinâmica familiar na hora de bater com o estudante a agenda final da semana

Perfil do seu filho
Conversem sobre o perfil do seu filho e busquem soluções. Por exemplo, não vejo por que acreditar que seja um defeito um adolescente dormir depois do almoço, uma soneca de no máximo uma hora. Não me refiro aqui a dormir a tarde toda, quero deixar claro isso!

Se seu filho fica sonolento e tira uma pequena soneca depois do almoço, não é prudente sugerir que ele faça o dever de casa às 14h. O ideal é empurrar para as 15h, já com ele mais disposto.

Disciplinas em que seu filho apresenta maior dificuldade
Se ele sempre apresenta dificuldades em português, essa disciplina deverá ser estudada antes de qualquer outra no dia, e com maior tempo de dedicação. Na prática, a moçada faz o inverso, deixa o estudo da disciplina mais “temida” para depois e começa pelas que mais gosta (e que normalmente considera mais fáceis).

Depois de toda essa análise é necessário registrar os horários com riqueza de detalhes: desde o tempo para fazer o dever de casa e os horários de estudo, como também o momento para soneca, banho, lazer e descanso.

Essa organização semanal pode ser o início de um ano com menos sustos, notas mais altas e mais tranquilidade com o boletim.

SOBRE O AUTOR
Christiane Fernandes

Pedagoga e psicopedagoga, especialista em Dificuldades de Aprendizagem pela Universidade de Brasília (UnB). É fundadora da Filhos – Educação e Aulas, empresa que atua na área de educação oferecendo aulas particulares desde 2005. Possui MBA em Gestão Empresarial com foco em estratégia pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Últimas notícias